Coluna 30/10/2009

O Jandir deu boas risadas

Conversei ontem à tarde com o diretor de futebol da Chapecoense, Jandir Bordignon, sobre uma nota veiculada em jornal de circulação estadual e como destaque principal, com direito a foto. A nota levantava uma possibilidade de acerto de Mauro Ovelha com o Marcílio Dias. O inusitado da nota é que o acerto seria com o Marinheiro que anda mais quebrado que arroz de terceira.

Liguei por uma questão de profissionalismo para ouvir o que Jandir pensava sobre o assunto. Disse ele que deu boas gargalhadas. Mauro Ovelha retorna na segunda-feira para assinar o contrato para a próxima temporada. Neste ano morou em hotel aqui em Chapecó. Para 2010 já tem apartamento alugado e a mudança já chegou. Vem de mala e cuia! Poderia receber convites como deve ter recebido. Para trocar a Chapecoense teria de ser uma oferta muito especial. Treinar o Marcílio Dias seria no mínimo insanidade.

Futsal nos JASC

Direção do Futsal e da Secretaria de Esportes de Chapecó deram ontem a chamada prensa no presidente da Fesporte, Cacá Pavanello. O assunto está relacionado à liberação de jogadores da Malwee para servir Chapecó  nos JASC, assim como foi combinado na liberação de Fernando para Jaraguá do Sul. Cacá disse que vai cumprir a palavra, mas que os nomes poderiam mudar. A diretoria do nosso Futsal já está inclinada a desistir da idéia e convocar alguns atletas dos jogos regionais para reforçar o elenco.

A decisão sai até segunda-feira obrigatoriamente por força de inscrições.

Seminário nos JASC

Vários assuntos deverão ser debatidos em Chapecó relacionados à organização dos Jogos Abertos. Entre as propostas que serão apresentadas uma sugere a realização dos JASC a cada dois anos. Tenho idéia formada sobre o assunto. Realizar o evento a cada dois anos certamente criaria desânimo nos atletas e os investimentos seriam reduzidos e aumentaria ainda mais a contratação a peso de ouro de atletas de destaque. Criaria um vácuo na importância do evento. A Fesporte deveria sim rever seu calendário e retirar dele eventos que nada tem a ver com a nossa realidade. Canalizar mais e mais recursos para o esporte de base criando atletas de rendimento como uma verdadeira fábrica. De projetos estamos cheios, queremos é investimento. Tem gente querendo matar os Jogos Abertos. Este movimento deve ser combatido imediatamente. Há 49 anos os JASC são realizados todos os anos, agora vêm umas cabeças brilhantes querendo mudar a história. Que se mudem de estado!

Chapecó  recebe o Fogo Simbólico hoje

Às 18 horas de hoje representantes de Chapecó recebem o Fogo Simbólico dos JASC em Brusque. Trata-se de um cerimonial repleto de simbolismo e que representa a alma dos jogos. Este cerimonial é sempre valorizado e mantido com muito cuidado. Brusque está sempre de parabéns por cuidar tão bem da história do esporte catarinense.

Deixe um comentario