Coluna Fernando Doesse. 15.12.09.

O gramado e a paz 

A Caminhada da Paz foi uma bela manifestação. Quando as pessoas se reúnem em nome da paz ela reina. Por pouco tempo às vezes, mas ela reina. Desnecessária foi à utilização do gramado da Arena para o ato final. Tantos lugares para esta reunião. O estacionamento do centro de eventos, por exemplo. Todo asfaltado, iluminado, perfeito!

Na hora de avaliar este tipo de evento falta para alguns bom o senso. Na ânsia de alcançar visibilidade o tropeço acontece. Gramado de estádio de futebol é para jogar futebol e nada mais. Ainda mais quando ele está em péssimas condições a um mês do inicio de uma competição oficial.    
 

Arena torta 

Está bombando no Gol da Chape um texto que descreve que a face sul da Arena está torta.

Um detalhe que me chama a atenção é que o acesso dos torcedores ficou bem abaixo do nível da Rua Clevelândia e que na parte interna ficou bastante alto o que acaba por prejudicar a visão de alguns torcedores. 

Houve erros e não adianta negar. O que está feito está feito. Importante é não errar na ala norte que está começando. Bom lembrar que na ala sul teremos a sede do PROCON. Vai dar muita noticia ainda.   

Merisio e a grana 

Prometeu R$ 500 mil e já entregou antecipadamente R$ 200 mil. O deputado estadual Gelson Merisio (DEM) prometeu e está cumprindo sua parte. Este dinheiro chega aos 40 minutos do segundo tempo para a Chapecoense contratar um meia de ligação e um ala pela direita. Só entra no mercado agora quem está com dinheiro, caso contrário pega só a sobra da xepa. É preciso rapidez. O mercado já está mapeado.  
 

Nei reclama 

O presidente da Chapecoense, Nei Maidana, reclamou ontem do baixo número de sócios. Apenas 2,5 mil. Pouco mesmo! Para fazer subir este numero apenas com uma maquina de time dentro de campo e com vitórias convincentes. De nada adianta o marketing sair correndo pela rua em busca de sócios se a equipe for meia boca e não responder positivamente. Outra solução é majorar o preço dos ingressos e forçar o torcedor a se associar. Mexeu no bolso a galera se mexe também. Pode parecer antipático, mas funciona que é uma beleza. 
 

Orçamento cresce 

A Chapecoense deve consumir no ano que vem cerca de R$ 4 milhões na temporada toda. Uma soma e tanto se levando em conta a história recente da Chapecoense. R$ 4 milhões é muito dinheiro em qualquer lugar do mundo.

Mas é assim mesmo. Futebol só se faz com muito dinheiro e competência na hora da aplicação. A Chapecoense está crescendo e tem metas e com as metas sendo alcançadas temos cada vez mais a necessidade de mais e mais dinheiro. Em uma Série B a escala de valores se multiplica e aí é terreno para profissionais. O caminho é este meus amigos. RS 4 milhões este ano. R$ 10 milhões para começar a conversa em 2011. A realidade é esta.  

Deixe um comentario