Ibirama 0×0 Brusque. A missão da Chapecoense segue a mesma

Contas e mais contas!

Contas e mais contas!

A vantagem do Brusque sobe para quatro pontos, mas a grande vantagem está no maior número de vitórias sobre a Chapecoense. A Chapecoense vencendo o Criciúma na noite de hoje deixa a diferença em um ponto. A matemática não muda. A Chapecoense segue com a necessidade de vencer e torcer por tropeços do Brusque.

Diferença de um e a igualdade na situação da tabela é a mesma situação. Se Chapecoense e Brusque empatarem em pontos a vantagem é do Brusque. Ficando em um a diferença resta a Chapecoense vencer e torcer por no mínimo um empate do Brusque. Se as coisas acontecerem desta forma a Chapecoense abre dois pontos. Somente a vitória do Brusque seria fatal. Aliás, o Brusque reclama uma barbaridade da arbitragem. Teve gol anulado e reclama um pênalti.   

O Juventus está definitivamente sepultado, resta agora saber quem terá o desprazer em fazer-lhe companhia. 

O empate do Brusque em 0×0 em Ibirama não repercute. O que vale é vitória da Chapecoense hoje à noite. De qualquer forma a Chapecoense seguirá na zona de rebaixamento.   

Um novo time já que repetir não resolve

Esta é a máxima na Chapecoense. Três mudanças para esta noite frente ao Criciúma. Rodrigo na zaga, Waldir no ataque e Morisco na ala esquerda. Badé é reserva de zagueiro devido ao fraco condicionamento físico.

Uma forte linha defensiva e uma renovação no ataque são as propostas de Guilherme Macuglia. O técnico simplifica a fórmula de não sofrer gols e marcá-los. Parece simples, mas sabemos não é. Ricardo, Sagaz, Bido, Filipe, Rodrigo, Morisco, Luiz André e William Paulista, Luciano Ratinho, Waldir e Bruno Cazarine. Eis o time. No treino de ontem Rodrigo e Waldir foram bem e Bruno Cazarine marcou. Que assim seja.

Deixe um comentario