Arquivo para abril, 2010

Blog do Rodrigo e a licença do Ibirama

quinta-feira, abril 29th, 2010

Há alguns dias venho procurando informações do Atlético de Ibirama. A Copa Santa Catarina começa na semana que vem, e uma rápida consulta no BID acumulado do clube no site da CBF comprova que não há jogadores suficientes com contrato em vigor para a participação na competição. Nem treinador o time contratou.

A especulação é grande, partiu lá do Oeste, e a informação parece ser verdadeira. Segundo o bem informado Daniel dos Santos, do blog Esporte Alto Vale, que entrou em contato com uma fonte ligada à diretoria do Atlético Hermann Aichinger, o clube de Ibirama deverá protocolar nesta sexta-feira, dia 30, o pedido de afastamento de dois anos dos campeonatos estaduais. A informação – extra oficial – dá conta das dificuldades financeiras e o desânimo de Ayres Marchetti com o futebol.

Havia uma tentativa de participação na Copa SC através de uma parceria com o XV de Outubro de Indaial, que jogará a segundona, mas a operação fracassou. O XV pediu 60 mil reais por mês, o que daria 120 mil de investimento, e a direção do clube não aceitou.

Quanto aos jogadores que ainda tem ligação contratual com o clube, o cruzamento de informações referencia a tal licença. Ontem, no seu twitter, o diretor do Metropolitano, Sandro Glatz, deixou claro que aguardava acerto com alguns jogadores do Atlético, que devem ser Arlan, Julinho e Rogério, que também estão na mira da Chapecoense. Fabrício também pode pintar no Oeste, mas tem sondagem do Avaí. O meia Lénilson, xodó da torcida, teve o contrato rescindido.

Vamos aguardar os acontecimentos. De segunda-feira não passa, pois é o prazo que o Atlético teria para inscrever jogadores para a partida de estreia na Copinha, contra o Figueirense no Orlando Scarpelli.

Aí vem a pergunta: o que acontece com o caso do rebaixamento? A Chapecoense se manterá na primeira divisão? Analisando friamente o regulamento e o Estatuto, ao meu ver a resposta é não e vou explicar porque, baseado em fatos anteriores.

O Estatuto do Torcedor é claro: não poderá haver acesso através de “convite” e os critérios de subida e descida devem ser estritamente técnicos. Além do mais, a lei diz que os regulamentos devem ser obedecidos. O regulamento do Estadual 2010 é claro em dizer que os dois últimos colocados da classificação geral deverão jogar a Divisão Especial de 2011. Como o estatuto proíbe o convite e obriga critério técnico, a FCF deverá chamar o terceiro colocado da Divisão Especial deste ano em caso de desistência do Atlético.

E em 2008, a FCF errou na contabilização dos times da nova Divisão Especial, que tinha doze times e o regulamento previa o rebaixamento de três e acesso de apenas um. Depois de terminado o campeonato, que foi vencido pelo Brusque, a Federação não se ligou que a segundona do outro ano teria nove clubes, pois o campeão subiria e três cairiam, e com o acesso de apenas um ficariam apenas nove. Rapidamente, a Federação convidou o vice-campeão daquela Divisão de Acesso a fazer parte da Especial.

Fonte: Blog do Rodrigo.

O torcedor do Verdão está rabugento

quinta-feira, abril 29th, 2010

Grrrrrrrr...

Rebaixamento, poucas contratações e nenhuma de impacto. Ingredientes suficientes para deixar qualquer um de mau humor. O torcedor da Chapecoense, em sua grande maioria, vai mais longe e se mostra rabugento!

Impressiona a falta de esperança do torcedor em dias melhores. Somente com a bola voltando a rolar e com resultados positivos este desânimo vai embora.

Mas se mesmo antes de a bola rolar as coisas estão deste jeito, imagine se este time for mal na Copa SC, teremos uma torrente interminável de reclamações e reflexos muito negativos em todos os setores.

Com esta fase de auto-estima em baixa o torcedor reclama de qualquer coisa. Muitas vezes sem razão, mas reclama pelo simples fato de estar descrente no projeto.

Torcedor pensa como coração na sua grande maioria e é justamente aí que os exageros acontecem.

Mas a verdade é uma só, o torcedor da Chapecoense está em fase extrema de rabugice.

Chapecoense oficializa mais uma contratação

quarta-feira, abril 28th, 2010

A novidade

Na tarde de ontem o supervisor da Chapecoense, Chinho Didomenico mandou e-mail com o seguinte conteúdo:

Já esta em Chapecó treinando com o grupo principal o Atleta Rodrigo José Bronzatti – “Bronzatti”, que atua como zagueiro e volante. 1,83 m 77.0 Kg teve passagens por Moto Clube (MA), São José (POA), Ulbra (RS). Jogou o Gauchão 2010 pelo São Luiz de Ijui, de onde se transferiu para o TAC, do mesmo estado, na condição de ser liberado caso houvesse negociação com clubes de divisões superiores. Bronzatti veio para a disputa da Copa Santa Catarina e do Brasileiro da Série C

Nota: Quem formou este jogador foi Tarcisio Macuglia, irmão de Guilherme, portanto as referências para eles são as melhores possíveis. Bronzatti começou a jogar em 1998, tem bagagem e dizem ser muito bom nas bolas aéreas. Sendo de confiança do técnico a contratação se justifica.

Movimento Chapecoense Jovem inicia atividades

quarta-feira, abril 28th, 2010

Surge uma iniciativa que pode de forma verdadeira mexer com o cenário político na Chapecoense. Trata-se do Movimento Chapecoense Jovem que tem por meta viver as questões internas do clube e de forma positiva interferir nas decisões que serão tomadas participando diretamente do Conselho Deliberativo. Esta é uma forma correta de sair das arquibancadas e apenas reclamar para uma ação real e que vai gerar resistência interna. O blog Gol da Chape é muito positivo como tribuna de debate, mas fica sem ação quando se trata de algum acontecimento na direção do clube. Eles lêem, mas fica nisso. Mas através do blog jovens torcedores se organizam e iniciam uma ação real de vivência interna no clube. Estão dando um passo importante na história da Chapecoense. A primeira iniciativa é incluir dois conselheiros na lista. Mas o projeto deve ser duradouro! Nada de fogo de palha.

Cadú Gaúcho aguarda data da cirurgia

segunda-feira, abril 26th, 2010

Várias tentativas de tratamentos foram experimentadas, mas Cadú Gaúcho não escapará de uma cirurgia para corrigir o problema no lado direito do quadril. A decisão já foi tomada e ele aguarda apenas uma questão legal do plano de saúde do clube (Unimed) para realizá-la em Curitiba. Será feito uma espécie de polimento na cabeça do fêmur e mais a extração de uma formação óssea que seu corpo desenvolveu. Será utilizada uma técnica das mais modernas para este tipo de situação. Cadú se mostra confiante como sempre foi dentro de campo. Sabe ele perfeitamente que se esta tentativa falhar a carreira como atleta estará encerrada. É uma encruzilhada da vida.

O período de recuperação depende ainda de uma avaliação do pós-operatório. Certamente o desejo de todos é por uma completa recuperação deste atleta que sempre representou a garra e a seriedade que marcam a Chapecoense. Guerreiro ele é e certamente saberá e terá forças para passar por mais este obstáculo. Merece jogar ainda muitos anos. O futebol agradecerá. Força.

JEC, eis o nome do maior cavalo paraguaio do planeta

domingo, abril 25th, 2010

O troféu

Sérgio Ramirez deve estar dando boas gargalhadas!

A derrota em casa do Joinville por 3×1 para o Avaí apenas mostra quem é quem. O Avaí é muito, mas muito melhor e mais bem organizado do que seu momentâneo rival. O Joinville trocou o técnico que classificou com sobra a equipe no turno e contratou aquele que começou a obra de rebaixamento da Chapecoense Merece outra coisa que não seja perder?

O Joinville é uma força fantástica que faz questão de ser menor do que realmente é.

Quanto ao Avaí cabe a ele mostrar porque é o único representante catarinense na Série A. Sobra em campo.

Quanto a Federação Catarinense de Futebol caberá a nobre instituição tentar, ao menos tentar, uma renovação neste vergonhoso quadro de árbitros estadual que nesta temporada pode ser determinante nas duas pontas da tabela.

Grêmio deu de relho

domingo, abril 25th, 2010

Os caras!

No primeiro tempo o Inter foi melhor do que o Grêmio, mas não foi melhor do que o extraordinário Victor, goleiro gremista e da seleção. Voltou para a segunda etapa com a empáfia de ser melhor. Não foi. Na verdade foi surpreendido e acabou merecidamente derrotado por 2×0. O Grêmio abre larga vantagem e perde apenas pra si.

Fossatti errou feio ao retirar de campo D’Alessandro e Andrézinho e como castigo pela burrice foi justamente nas trocas que os gols do Grêmio aconteceram.  

Este mesmo colorado venceu no meio de semana e no domingo jogou apenas meio tempo. Cansaço? Pode até ser, mas faltou conjunto. O Grêmio da segunda etapa voou e Silas acertou ao retirar o péssimo Ferdinando. Mudando venceu. O Grêmio é o legitimo Campeão Gaúcho de 2010.

Final de semana para refletir

domingo, abril 25th, 2010

Dura realidade

No ano passado o placar que o Avaí construiu em Joinville nós construímos aqui em Chapecó. O Avai do ano passado era muito melhor do que este modelo 2010.

Como era bom aquele time da Chapecoense em 2009!

Momentos do futebol, porém, a Chapecoense jamais poderia ter caído da forma como caiu. Ficar fora de uma decisão é até normal, mas ser rebaixado em um certame de qualidade limitada é inaceitável. Há um ano vivíamos a euforia de ser a força e hoje vivemos a realidade do retumbante fracasso. Apenas um ano nos separa da quase glória e de um momento de euforia para esta realidade inferior. Um ano faz muita diferença.

Mauro Ovelha não dormiu a noite passada e deve lembrar com pouca saudade o desastre de 2009.

Escrevo-te estas mal traçadas linhas

sexta-feira, abril 23rd, 2010

Isso é uma vergonha!

Uma carta, uma solitária e miserável carta foi o que tentou a diretoria da Chapecoense para almejar um inicio de 2011 com bola rolando.

Nenhum representante se fez presente na reunião da Associação de Clubes Profissionais de SC, realizada ontem (22) à noite em Imbituba.

De que forma a Chapecoense quer ter força política no futebol catarinense deste jeito?

Na carta pediam:

Que o Campeonato Catarinense passasse para 12 clubes em 2011, mantendo Chapecoense e Juventus e subindo dois da Especial – hipótese rechaçada pelos clubes de forma unânime, e pelas palavras do presidente Zunino, em respeito ao Marcílio Dias e ao Cidade Azul, que caíram, não reclamaram e estão se preparando para enfrentar a segundona.

Que, caso não seja possível, que a Chapecoense possa disputar a Divisão Especial neste ano – 0 Zunino disse da impossibilidade uma vez que o arbitral da segundona já foi feito, a tabela será divulgada em primeiro de junho, o que não permite essa inclusão.

Em último caso, que a segundona de 2011 fosse disputada no primeiro semestre – nesse caso, não houve resposta.  

Existia um movimento para levar 12 equipes à primeira divisão em 2011, mas a Chapecoense foi incapaz de se organizar no sentido de ao menos lutar por uma mudança.

Fosse para mandar uma correspondência que não tivesse mandado nada.

Não por caso a Chapecoense está na segunda divisão do futebol catarinense.

Muitos acham que é apenas um sonho ruim, mas a segundona estadual é uma dura e merecida realidade.

Quando 2011 chegar que vamos realmente saber o tamanho da encrenca que enfiaram a Chapecoense.

Uma carta, apenas uma miserável carta foi à resposta da nossa diretoria.  

Disseram que devido ao tempo foi impossivel decolar em direção a Imbutuba.  Parece que de carro ninguém mais viaja!

É de desanimar.

Pesquisa: Blog do Rodrigo e Futebolsc.com

Chapecoense promove acertos e segue ajeitando a casa

quinta-feira, abril 22nd, 2010

A assessoria de imprensa da Chapecoense enviou o seguinte conteúdo:

Os primeiros acertos finalizados: 

Wiliam Paulista, Bruno Cazarine, Basílio: todos estes chegaram a um acordo para as rescisões de contrato com o clube. Portanto, deixarão de integrar o grupo de atletas que estão treinando em separado do grupo principal, deste modo se desligando definitivamente do clube.

Aguardando acordo:

Rafael Morisco, Badé, Rony, Filipe, Anelka, Luis André. Juntou-se a este grupo o atleta Steve, que após recuperação de lesão também foi afastado do grupo principal, estando fora dos planos da comissão e também buscará acordo para rescisão de contrato

Reintegração ao grupo:

Rafael Santiago, com contrato em vigor com o clube, e como foi indicação do técnico Guilherme Macuglia, será reintegrado ao grupo para um período de observação para posterior decisão sobre sua permanência para a disputa da Copa Santa Catarina ou se proporá acordo para rescisão de contrato.

Atleta contratado:

Marcelo Ramos Maia “Bolacha” 31 anos, zagueiro, que estava no Veranópolis, disputando o Gauchão, acertou seu retorno para a Chapecoense, para a disputa da Copa Santa Catarina e do Brasileiro da Série C.