Uma resenha sobre a Chapecoense

Cronista esportivo é xarope porque pergunta bastante. Faz parte da profissão. Exerci meu direito de chato de plantão e fiz um pequeno inquérito futebolístico com o Diretor de Futebol da Chapecoense, Carlinhos Almeida.

Primeiro: O caso Waldison – O atacante tem uma proposta para sair, mas ainda não abriu qual o clube que tem interesse. Seu contrato vai até novembro e não consta cláusula de liberação para equipes de divisão maior. Existe sim uma cláusula de rescisão e o valor seria de R$ 1 milhão. Pagando leva.

Segundo: O Departamento Médico – Badé está liberado. Morisco segue afastado por problema no púbis a exemplo de Sagaz. Bronzatti está liberado. Aelson e Cadú Gaúcho é somente para 2011. E para fechar, Marquinhos Cambalhota, curou uma lesão e agora está com os dois tendões de Achilles inflamados e segue no estaleiro.

Terceiro: A folha de pagamento – Segundo o Departamento de Futebol os salários voltam a ficar em dia nesta semana, mas já entra na semana seguinte a folha de junho. Poucos dias de tranqüilidade.

Quarto: O caso CBF – Como a coluna já adiantou, as partes (FCF, Chapecoense e Ibirama) já foram citadas pela CBF. As partes já enviaram para a o STJD suas defesas por escrito e agora aguardam a convocação para a audiência no Rio de Janeiro. Ela deve acontecer apenas depois da Copa do Mundo. A última pauta é do dia 23 de junho.

E era só!

2 comentarios para “Uma resenha sobre a Chapecoense”

  1. haroldo disse:

    foi de chorrraa. tava chegando em sananduva esses dias e numa curva perigosa me deparei com um animal e para evitar um acidente eu disse ao meu amigo Mauro da Confama . Frreia. Por co zio

  2. fernando disse:

    Que honra ter como leitor deste blog o senhor haroldo. Frreia!

Deixe um comentario