Arquivo para agosto, 2010

Um passo gigantesco

segunda-feira, agosto 30th, 2010

 

A Chapecoense já está garantida na Série C do Campeonato Brasileiro em 2011 e esta é uma grande noticia. A competição poderá receber uma nova estrutura com as 20 equipes jogando todas contra todas em turno e returno como já acontece nas Séries A e B.

Com mais dois jogos e com uma vitória a Chapecoense poderá passar para a fase seguinte e na melhor de dois jogos alcançar a Série B na temporada 2011. Já imaginaram? 

Com a Série B virão cotas de televisão, patrocinadores nacionais, ajuda de custo da CBF e uma visibilidade gigantesca da Chapecoense e de Chapecó.

É um divisor de águas.

Atitude e crescimento

A Chapecoense está a fim da Série B. Mesmo com as limitações que existem no elenco a equipe está crescendo e mostra um amadurecimento que está fazendo a diferença.

A equipe está a três jogos sem sofrer gols quando antes a média era de dois por jogo.

O primeiro ponto fora de casa foi conquistado e justamente no temido caldeirão do Bento Freitas em Pelotas.

Existe unidade de pensamento nesta nova fase verde e branca.

Um novo vestiário

Hoje Guilherme Macuglia tem a voz de comando do vestiário da Chapecoense. Quando chegou no Campeonato Catarinense a desordem era total e não por sua culpa. Para a Copa SC houve uma sutil melhora. Chegou o Campeonato Brasileiro da Série C e com ele uma nova ordem de comando.

Importante lembrar que este novo comportamento do vestiário está intimamente ligado a efetivação de Cadú Gaúcho como diretor de futebol. O trabalho que Cadú está realizando já é alvo de elogios internos por parte da direção que está sabendo reconhecer este talento nato do ex-atleta. Foi uma das atitudes mais inteligentes tomadas pela diretoria. Acertaram na mosca. 

O desesperado

Domingo será a vez de encarar o desesperado Juventude no Alfredo Jaconi. O problema é todo do Juventude de Caxias. A Chapecoense não tem nada a ver com a situação que o time da Papada se enredou. Em assim sendo que se jogue com a mesma responsabilidade, mas sem a pressão habitual. O abacaxi é deles.

O Brasil de Pelotas para enfrentar a Chapecoense

sábado, agosto 28th, 2010

O competente Gilmar Iser comanda o Brasil

A exceção de Renato, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o técnico Gilmar Iser deve repetir no domingo, diante da Chapecoense, a mesma equipe que venceu o Juventude no estádio Alfredo Jaconi. Lino foi o escolhido pelo treinador para ocupar a vaga. Desta forma, a tendência é que o Brasil entre em campo às 16h de domingo, no estádio Bento Freitas, com: Luiz Müller; Ramos, Amarildo e Lino; Raulen, Márcio Hahn, Cléber Gaúcho, Ricardinho e Dudu; Michel e Vanderlei. Texto que está no site do Xavante.

Este Brasil é uma equipe experiente e bastante identificada com o jeito de ser da Xavante.

O goleiro Luiz Muller é um gigante que sofre com bolas baixas. Ricardinho tem boa movimentação. Michel é um acima da média ara a Série C. De resto nada de muito extraordinário, porém, o conjunto chama a atenção pela pegada e pela forma agrupada como atua.  

Comparando as campanhas até aqui

Olhe a tabela a faça uma analise

GRUPO D
                     
POS CLUBE PG J V VC VF E EC EF D DC DF GP GC SG %
CHAPECOENSE/SC 9 5 3 3 0 0 0 0 2 0 2 7 6 1 60.0%
CRICIÚMA/SC 7 5 2 2 0 1 1 0 2 0 2 5 3 2 46.7%
CAXIAS/RS 7 4 2 2 0 1 1 0 1 0 1 3 2 1 58.3%
BRASIL/RS 7 5 2 1 1 1 0 1 2 0 2 4 5 -1 46.7%
JUVENTUDE/RS 3 5 0 0 0 3 1 2 2 1 1 1 4 -3 20.0%

 

A Chapecoense além de líder tem o melhor ataque, mas também tem a defesa mais vazada.

O Brasil está com dois pontos a menos, marcou menos três gols do que a Chapecoense e tem a segunda defesa mais vazada com um a menos que a Chapecoense.

O Brasil venceu foraa, coisa que a Chapecoense não fez, porém, empatou uma em casa, coisa que a Chapecoense também não fez.

O equilibrio existe no Grupo da Morte. Dos cinco apenas o Juventude desfina.

Batalha da Baixada

sexta-feira, agosto 27th, 2010

Ontem começou uma longa viagem já começou para a Chapecoense rumo a Pelotas no RS. Domingo teremos a Batalha da Baixada no estádio Bento Feias, que deve receber mais de 15 mil apaixonados torcedores.

A estratégia de fazer esta viagem de forma antecipada e em duas etapas, com dois treinos em Ivoti/RS, se mostra muito acertada. Desta forma Guilherme Macuglia poderá realizar dois treinos bem tranqüilos e estará perto do local do jogo e sem um final de viagem desgastante.

Foram relacionados 20 atletas para esta viagem, incluindo as novidades Sandro Sotilli e Waldir.

Acredito que o Macuglia vai dar uma mexida na equipe colocando mais um homem de contenção na meia cancha e desta forma tentando reforçar o corredor central. O campo do Bento Freitas é de médias dimensões e o jogo é de bastante contato. As pesquisas mostram um gramado de 106×68, sendo bom de comprimento e estreito. Das equipes que a Chapecoense enfrentou até aqui a que mais me deixou boa impressão foi justamente este Brasil de Pelotas. Aqui eles perdiam por 2×0, buscaram o empate e cederam a vitória para a Chapecoense, mas jamais desistiram do jogo, portanto, trata-se de um time que honra sua camisa. Some a este amor à paixão do torcedor Xavante. O Bento Freitas se transformará em uma panela de pressão.     

O Brasil vai jogar pressionado pela necessidade maior de vencer e tem no seu torcedor uma questão que deve ser avaliada. A Xavante tanto apóia como cobra. Se a solução não vier com rapidez certamente parte do estádio se volta contra a equipe. A Chapecoense deve deixar a responsabilidade pesar sobre pesar sobre o adversário.

Campanha é forte para lotar o Bento Freitas

Domingo, obrigatoriamente, o caldeirão tem que ferver!    

É com está frase que o Brasil de Pelotas está chamando seu torcedor para o jogo de domingo.

A maior parte dos ingressos está sendo vendido a R$ 20,00, sendo que estudantes e aposentados pagam a metade.

Este jogo está sendo tratado como o de maior importância dos últimos tempos pelo Brasil que passou por maus bocados recentemente. Trata-se de um momento de superação de uma entidade que passou por experiências traumáticas em seu passado recente e que está cheio de símbolos e de pessoas a homenagear com um projeto de classificação a segunda fase e o direito de decidir uma ascensão para a segunda divisão nacional. Quis o destino que fosse a Chapecoense a estar agora no caminho deste projeto Xavante.

O grupo da Chapecoense é experiente e seu técnico conhece bem a realidade dos jogos no Bento Freitas.

Será preciso muito mais do que jogar um bom futebol para a Chapecoense sair de lá com no mínimo um ponto.

É o jogo do ano até aqui.

Chinho informa

quinta-feira, agosto 26th, 2010

Prezados Senhores:

Com o objetivo de reforçar ainda mais o grupo de atletas e visando também suprir necessidades face as lesões ocorridas em nossos atletas, o departamento de futebol do clube, agilizou a contratação de dois atletas, que são:
Sandro Carlos Sotilli – “Sandro Sotilli”, 37 anos, natural de Rondinha RS, nascido em 18 de agosto de 73, atacante goleador por vezes seguidas nas competições disputadas, estava no Pelotas onde disputava a Série D. Teve passagens por São José POA, Veranópolis, Caxias, Futebol Mexicano, 15 de novembro, Juventude, Inter POA.

Valdir Teodoro – “Valdir”, 33 anos, natural de Porecatu PR, nascido em 23 de março de 77, Zagueiro, com passagens por Santos SP, Portuguesa Santista, Gama DF, Inter POA, Londrina, Guaraní SP, atualmente estava no Arapongas PR.
Os Atletas devem chegar a Chapecó no final da tarde de hoje, ficam a principio até o final da Série C, e devem integrar o grupo que viaja para o jogo frente ao Brasil no domingo

A apresentação oficial dos atletas será hoje, 26/08 às 08:00 h na sala de reuniões anexo a Secretaria de Esportes.

Enfim a liderança

domingo, agosto 22nd, 2010

Há duas semanas parecia impossível para a Chapecoense almejar a liderança de seu grupo na Série C do Campeonato Brasileiro. Parecia. A vitória de ontem sobre o bom Criciúma por 1×0 levou a Chapecoense a esta condição e deixa aberta uma possibilidade viva de chagar a Série B na temporada 2011. Gostei de ouvir dirigentes querendo e projetando a segunda divisão nacional, deixando de lado um discurso de manutenção na C.

Não tivemos um grande jogo na Arena Condá, mas houve superação e uma vontade de vencer que saltou aos olhos e estes fatores fizeram toda a diferença.

Guilherme ficou de mãos amarradas quando há 15 minutos já havia perdido dois atletas por lesão. O técnico da Chapecoense ficou desta forma impossibilitado de realizar alguma mudança tática. Restou à vontade e ela sobrou em campo. A Chapecoense está crescendo com a competição em andamento e justamente na hora decisiva do certame.

Finalmente parece que temos neste ano um grupo que veste a camisa do Verdão com orgulho.

Escolhemos na Rádio Chapecó Guilherme Macuglia como o craque do jogo. Esta escolha se justifica pelo fato de que o técnico da Chapecoense esteve em campo. Ele está conseguindo dar a volta. Macuglia merece este reconhecimento por ser um profissional sério e trabalhador. 

Novamente a arbitragem de SC

O regulamento da Série C regionaliza a primeira fase e com isso somos obrigados a conviver novamente com arbitragens catarinense em jogos de Chapecoense x Criciúma. Os clubes até tentaram mudar, mas a ordem foi de manter as escalas. Ontem o trabalho de Célio Amorim e seus auxiliares foi muito ruim principalmente no primeiro tempo de jogo. Célio é hoje aspirante FIFA. Tomara alcance seu objetivo, pois representaria uma melhora de seu trabalho. Hoje ele está muito longe de carregar o escudo máximo do futebol.

Novidades muito bem vindas

Foi bonito ver ontem um numero expressivo de crianças entrando em campo junto com o time. Foi bonito mais uma vez vermos ex-atletas serem homenageados (desta vez foi à década de 80).

Foi maravilhoso ver a Arena perto de sua lotação máxima e o torcedor jogando junto com o time.

Tivemos também um boneco representando o índio dentro de campo agitando a galera através de uma iniciativa da Rádio Oeste Capital. Apesar da conquista Colorada no meio de semana a esmagadora maioria esteve vestido de verde e branco como se quer.

Finalmente temos um ambiente positivo e que retrata a nova fase da Chapecoense. Há quem goste de viver o caos e todos os aborrecimentos que ele traz. Eu sou mais feliz com a paz e a tranqüilidade que as vitórias oferecem.   

A fase é boa e deve ser saboreada.

Agora teremos dois jogos fora de casa. Domingo a batalha do Bento Freitas. Será a parada mais indigesta até aqui.

Depois será a vez de encarar o Juventude fora de casa e muito possivelmente já rebaixado. A volta pra casa reserva o Caxias e assim o fim da primeira fase.

Classificando a Chapecoense estará a 180 minutos da Série B. Você já parou para pensar nisso?

 Um jogo e muitos papagaios

10 emissoras de rádio cobriram o jogo de ontem à tarde na Arena Condá. Mais uma vez está provado que a Chapecoense é uma espetacular divulgadora da nossa cidade. Faltou estrutura adequada para abrigar a todos e a Chapecoense junto com a Prefeitura deve dar uma olha para este quesito.

Chegando a uma Série B teremos um nível de exigência ainda maior.

São detalhes que devem ser cuidados com atenção especial, pois o nome de Chapecó está em jogo.

Para fechar uma semana de vitórias

sexta-feira, agosto 20th, 2010

Quando a fase é boa tudo da certo. Que assim seja com a Chapecoense. Domingo passado uma vitória convincente sobre o Juventude de Caxias. Na quinta-feira a vitória no STJD no Rio de Janeiro e a confirmação de que a Chapecoense fica na elite do futebol catarinense em 2011.

Uma vitória no domingo leva a Chapecoense para a ponta da tabela na Série C do Campeonato Brasileiro.

A Chapecoense se reformulou internamente após o desastre que foi o Campeonato Catarinense e já começa a colher bons resultados dentro da temporada. Nada de aventuras e falácias, tudo feito com planejamento e pés no chão. Empresários bem sucedidos de Chapecó estão colocando mãos à obra e utilizando seus cases de sucessos em suas empresas para imprimir um ritmo profissional na administração do futebol. Não existe mais espaço para amadorismos quando se opera um orçamento de R$ 5 milhões anuais e ainda mais quando este dinheiro todo é captado aqui mesmo em Chapecó. Uma vitória domingo representa muito mais do que uma liderança, representa o coroar de um projeto que estava sendo duramente criticado por muitos e que ainda não havia sido compreendido que uma reconstrução estava e está sendo realizada.

Os projetos da Chapecoense para 2011 são ousados e já adianto que dentro dele cabe perfeitamente uma participação na Série B.  

ATLETAS CONVOCADOS

1 NIVALDO 7 BADÉ 13 KLEBER GOIANO
2 MARCELO 8 FELIPE PINTO 14 FABIO NUNES
3 EDUARDO ERÉ 9 BRONZATTI 15 LUCAS
4 PEDRO AYUB 10 SILVINHO 16 MARCELO GUERREIRO
5 RODRIGO 11 WALDISON 17 DIOGO
6 MARCELO RAMOS 12 NEÍLSON 18 ROGÉRIO
  19 EMERSON CRIS

Lembrando o desastre do Majestoso

Contra o Criciúma a Chapecoense fez seu pior jogo na temporada. Nada, absolutamente nada funcionou na casa do Tigre.

De todos os defeitos o que mais chamou a atenção em Criciúma foi à absoluta falta de poder de marcação da Chapecoense. Jogando com um 3-6-1 desorganizado o Verdão foi presa fácil. Lá a equipe esteve desconectada, distante, displicente, descompactada, uma vergonha. A lição foi assimilada e já contra o Juventude foi outro time.

Será esta Chapecoense que o Criciúma vai encontrar no domingo. Esqueçam daquele fiasco no Sul do Estado.

Ao Criciúma só tenho elogios. Trata-se de uma equipe organizada e acima da média para a Série C. A ponta da tabela, mesmo que momentânea, prova que o Tigre está bem montado e comandado por Argel Fucks. Um bom goleiro, uma zaga que se não é tudo aquilo também não compromete, uma meia cancha talentosa e combativa e um ataque clássico com um que corre muito e com outro mais fixo, ambos perigosos. Será o teste de fogo na Arena Condá. Um jogo para firmar posições e convicções, tanto para a Chapecoense como para o Criciúma.    

Arte: goldachape.com.br

Chapecoense vence fora de campo e se mantém na elite

quinta-feira, agosto 19th, 2010

Hoje à tarde no STJD no Rio de Janeiro o recurso que foi impetrado e que ainda travava a confirmação da Chapecoense na primeira divisão de SC em 2011 foi negado e desta forma valerá a decisão do Tribunal de Justiça Desportiva de SC que já havia conduzido a Chapecoense a vaga pela desistência do Atlético de Ibirama. Quem analisou com o cérebro e não com o coração ou com outra parte menos nobre do corpo humano esta questão já sabia como ela iria terminar.  A Chapecoense não volta à elite pela porta dos fundos, ela simplesmente fica já que um dos pares resolveu pedir licença.

Foi bom que este assunto foi parar na maior esfera da Justiça Desportiva do Brasil para que se evitem faniquitos e desmaios dos defensores da moralidade. Não cabe mais recurso na esfera desportiva. Um ato ainda terá de acontecer que é o TJD/SC referendar o que já foi decidido.

Que fique a lição para a Chapecoense e que isso nunca mais aconteça para que não tenhamos o nome desta instituição chapecoense manchada pela incompetência de jogadores mercenários e dirigentes amadores.

Caso encerrado.

STJD mantém a Chapecoense na primeira divisão

quinta-feira, agosto 19th, 2010

Diretor jurídico da Federação Catarinense, Rodrigo Capela defendeu a permanência da Chapecoense na primeira divisão
Foto: www.justicadesportiva.com.br

A decisão do Tribunal de Justiça Desportiva de Santa Catarina foi mantida no STJD, nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro, e a Chapecoense permanece na primeira divisão do Campeonato Catarinense em 2011 na vaga do Atlético de Ibirama, que pediu licença. FutebolSC.com

Apesar de ter sido rebaixada, a Chapecoense se beneficiou da desistência do time de Ibirama e herdou a vaga na Divisão Principal do estadual do ano que vem. No entanto, a procuradoria do TJD recorreu e o caso foi parar no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

O relator do processo no STJD, Alexandre Quadros, reconheceu o recurso, mas, acompanhado dos demais auditores, manteve a decisão do TJD e a Chapecoense foi confirmada na primeira divisão.

Fonte: Futebolsc.com
Nota: Logo mais comentaremos sobre o caso.

Uma decisão fora do gramado

terça-feira, agosto 17th, 2010

Após longa espera a Chapecoense vai ao STJD no Rio de Janeiro para defender sua manutenção na primeira divisão do futebol de SC. O jogo fora de campo será amanhã (19).

Tudo já poderia estar resolvido não fosse o fato de que no TJD tentaram se esquivar da responsabilidade.

Sinceramente acredito que a matéria será devolvida para SC decidir dentro do arbitral. Bom mesmo seria o STJD já liquidar a questão e terminar com este desgastante debate.

O tema esfriou na mídia estadual, mas quando veio à baila houve uma verdadeira onde de criticas, falou-se em “virada de mesa” ou ainda em “vergonha nacional” e todos os exageros dos moralistas de plantão que só se transformam em arautos da verdade quando a questão não mexe com as equipes da sua aldeia.

Trata-se de uma matéria incomum e que deve ser analisada com olhos técnicos e não com o coração de torcedor ou secador.

Defendo a volta da Chapecoense neste caso depois de ouvir várias opiniões de gente que conhece a matéria. A Chapecoense só vai voltar porque houve a desistência do Atlético de Ibirama enquanto a bola ainda estava rolando no Campeonato Estadual. Este é o detalhe crucial da discussão.

Não fosse por isso teríamos aí sim uma virada de mesa.

O retorno da Chapecoense a elite se dará com base na lei e dentro da legalidade.

Torço para que tenham aprendido com esta experiência para que jamais esta situação se repita.

Os erros cometidos no inicio desta temporada estão custando muito caro para a Chapecoense. Mesmo assim ainda tem gente que tem culpa cartório e se acha inocente na questão.

Confirmado

segunda-feira, agosto 16th, 2010

 O STJD da CBF confirmou hoje à tarde para quinta-feira desta semana a audiência no RJ do caso que envolve a Chapecoense e o Atlético de Ibirama, juntamente com a Federação Catarinense de Futebol (FCF) e será tomada uma decisão em torno da volta da Chapecoense para a elite do futebol catarinense, após o rebaixamento em campo nesta temporada. Com a desistência do Ibirama a Chapecoense deveria voltar a primeira divisão já na temporada 2011 segundo a FCF, mas o caso acabou parando no STJD. A maior esfera da justiça desportiva pode deliberar sobre a volta da Chapecoense já na próxima temporada ou devolver o caso para a FCF. Mais uma decisão importante para a Chapecoense nesta semana.