Enfim a liderança

Há duas semanas parecia impossível para a Chapecoense almejar a liderança de seu grupo na Série C do Campeonato Brasileiro. Parecia. A vitória de ontem sobre o bom Criciúma por 1×0 levou a Chapecoense a esta condição e deixa aberta uma possibilidade viva de chagar a Série B na temporada 2011. Gostei de ouvir dirigentes querendo e projetando a segunda divisão nacional, deixando de lado um discurso de manutenção na C.

Não tivemos um grande jogo na Arena Condá, mas houve superação e uma vontade de vencer que saltou aos olhos e estes fatores fizeram toda a diferença.

Guilherme ficou de mãos amarradas quando há 15 minutos já havia perdido dois atletas por lesão. O técnico da Chapecoense ficou desta forma impossibilitado de realizar alguma mudança tática. Restou à vontade e ela sobrou em campo. A Chapecoense está crescendo com a competição em andamento e justamente na hora decisiva do certame.

Finalmente parece que temos neste ano um grupo que veste a camisa do Verdão com orgulho.

Escolhemos na Rádio Chapecó Guilherme Macuglia como o craque do jogo. Esta escolha se justifica pelo fato de que o técnico da Chapecoense esteve em campo. Ele está conseguindo dar a volta. Macuglia merece este reconhecimento por ser um profissional sério e trabalhador. 

Novamente a arbitragem de SC

O regulamento da Série C regionaliza a primeira fase e com isso somos obrigados a conviver novamente com arbitragens catarinense em jogos de Chapecoense x Criciúma. Os clubes até tentaram mudar, mas a ordem foi de manter as escalas. Ontem o trabalho de Célio Amorim e seus auxiliares foi muito ruim principalmente no primeiro tempo de jogo. Célio é hoje aspirante FIFA. Tomara alcance seu objetivo, pois representaria uma melhora de seu trabalho. Hoje ele está muito longe de carregar o escudo máximo do futebol.

Novidades muito bem vindas

Foi bonito ver ontem um numero expressivo de crianças entrando em campo junto com o time. Foi bonito mais uma vez vermos ex-atletas serem homenageados (desta vez foi à década de 80).

Foi maravilhoso ver a Arena perto de sua lotação máxima e o torcedor jogando junto com o time.

Tivemos também um boneco representando o índio dentro de campo agitando a galera através de uma iniciativa da Rádio Oeste Capital. Apesar da conquista Colorada no meio de semana a esmagadora maioria esteve vestido de verde e branco como se quer.

Finalmente temos um ambiente positivo e que retrata a nova fase da Chapecoense. Há quem goste de viver o caos e todos os aborrecimentos que ele traz. Eu sou mais feliz com a paz e a tranqüilidade que as vitórias oferecem.   

A fase é boa e deve ser saboreada.

Agora teremos dois jogos fora de casa. Domingo a batalha do Bento Freitas. Será a parada mais indigesta até aqui.

Depois será a vez de encarar o Juventude fora de casa e muito possivelmente já rebaixado. A volta pra casa reserva o Caxias e assim o fim da primeira fase.

Classificando a Chapecoense estará a 180 minutos da Série B. Você já parou para pensar nisso?

 Um jogo e muitos papagaios

10 emissoras de rádio cobriram o jogo de ontem à tarde na Arena Condá. Mais uma vez está provado que a Chapecoense é uma espetacular divulgadora da nossa cidade. Faltou estrutura adequada para abrigar a todos e a Chapecoense junto com a Prefeitura deve dar uma olha para este quesito.

Chegando a uma Série B teremos um nível de exigência ainda maior.

São detalhes que devem ser cuidados com atenção especial, pois o nome de Chapecó está em jogo.

10 comentarios para “Enfim a liderança”

  1. PRISCILA disse:

    Showwwwww………………. Lindo de mais a Arena ontem……

    Espero que a fase continue por um bom tempo…..porque depois de tanto sofrimento merecemos sucesso de agora em diante…..

    Sucesso Chapecoense…..Sucesso Fernando…..

    Abraços…Ótima semana a todos………..

    Priscila

  2. Silvio SZ disse:

    Fernando ! As más arbitragens contra a Chapecoense, sem duvida é o reflexo de jornalistas de meios de comunicaçao poderosos do litoral que nao se conformam com a Chapecoense na elite.
    Pode ter certeza que o Verdao é um fator indesejado no meio futebolistico estadual.
    Se nao vejamos: Braga, Rodrigo Santos, Polidoro Jr, Roberto Alves,Castiel, Miguel Livramento, Bolinha, Paulo Brito,Balduino Joao Nassif e outros menos famosos, todos , sem excessao botaram os pés no pescoço da Chape para matar de vez.
    Por eles o territorio de SC deveria ter fronteira ali por Lages, Campos Novos.

  3. Fabricio disse:

    Ué, acabou aqui os comentarios contra o Maculia, na minha opiniao ontem a Chapecoense teve taticamente beirando a perfeição , o Criciuma só assustou em erros individuais e na qualidade individual daquele Lins que parecia o demo; muitas vezes se critica e nao se olha pro lado, o Maculia deu um nó no Argel com um time muito menos qualificado individualmente, porem raça nao ta faltando pro lado do verde;

  4. Jorge disse:

    Pois é Fabrício… os corneteiros de plantão sumiram, especialmente aquele mala do nelson que só escreve M…
    Faço questão de repetir o que li aqui semana passada:
    CHUUUPPPPAAAAA NELSON!

  5. Thiago disse:

    Fernando, o caminho ainda é difícil para passar de fase. Para se classificar a Chapecoense precisa roubar ao menos um ponto nos dois jogos fora de casa e ganhar do Caxias a ultima em casa. Já o Criciúma, fazendo o dever de casa classifica. Sobre a série B, obviamente que a atual estrutura serve apenas para passear por lá. Lembro que o avaí estruturou-se depois que subiu para a B. Vieram os patrocínios fortes, veio a visibilidade, e principalmente souberam se profissionalizar, tornaram-se um clube de futebol com categorias de base, CT próprio, estádio próprio, com pessoas contratadas para fazer o futebol e um presidente que respira o clube todos os dias, e não mais apenas meia dúzia que no final do ano mendigam dinheiro para contratar 11 até o final do outro ano. Chapecoense, espelhe-se no Avaí Futebol Clube. Um abraço.

  6. Nelson Kichel disse:

    Graças à pressão total em cima do treinador após aquele jogo desastroso no sul do Estado, houve mundança de postura do treinador.

    Após aquela cobrança forte, treinador e jogadores passaram a conversar a mesma linguagem.

    Treinador teve que repensar suas convicções, e armar o time 4-4-2.

    Antes, ele só acreditava no 4-3-3, por último no 3-5-2. Ele viu que estava errado…

    Agora, a equipe jogando no 4-4-2, mudou da água para o vinho (kkkk)

    Por isso, esses que me criticam, deveriam antes raciocinar …

    http://nelsonkichel.blogspot.com

  7. Torcedor disse:

    Sim, sim pessoal, o time melhorou e o Macúglia aprendeu graças ao Nelson…
    CALA A BOCA NELSON!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  8. PRISCILA disse:

    Nelsonnnn………… tu é o caraaaaa….
    Infelizmente vamos ter que esperar mais um tempinho para te ver de treinador da Chape….
    Pq o Macuglia ta dominando o pedaço……

    Abraço Nelson………………….apesar das inúmeras e repetitivas criticas…… Gosto do teu blog tá?

  9. Fabricio disse:

    O Thiago, nao interessa se nos for pra segunda divisão só pra passear, ano que vem todas as torcidas do catarinense vao cantar pra nos ão ao ão segunda divisão, e to achando que nos vamos poder cantar junto;

  10. Thiago disse:

    hehe, tens razão Fabricio. Tomara que possamos cantar isso mesmo.

Deixe um comentario