Chega de dodói, à hora é de superação

Apenas um exemplo

Vale para todo elenco da Chapecoense. Dores localizadas, desconfortos musculares, tudo terá de ser deixado de lado em nome do acesso para a Série B.

O momento é de superação, a final é agora, o que vier depois é uma conseqüência e vale menos do que este mata-mata contra o Ituiutaba.

Sinceramente eu não consigo aceitar que com um momento tão importante pela frente e com todos os prêmios oferecidos pela diretoria e com todo calor que emana dos torcedores ainda exista lugar para uma dorzinha aqui e acolá.

O grupo da Chapecoense precisa entender que a hora é agora. Insisto neste ponto porque não me pareceu que todos estavam cientes da situação quando empataram com o Caxias aqui. Depois tivemos de sofrer abraçados ao rádio.

Mobilização externa existe e cresce a cada dia. É preciso agora mobilização interna.

Repito que a diretoria está fazendo sua parte.

Há, mas é muita pressão em cima do elenco! Diriam alguns. Pressão? Pressão passou o torcedor pela vergonha do rebaixamento. Pressão passou a diretoria para pagar as contas dos mercenários que roubaram nosso dinheiro. Pressão passou a imprensa que quase foi apedrejada no primeiro semestre. Pressão é isso!

O grupo da Chapecoense é novamente respeitado pelo torcedor, as contas estão em dia ou próximas disso, prêmios estão definidos. Então senhores, entrem em campo, vençam o jogo e entrem para a história. Combinado? Beleza.

Um comentario para “Chega de dodói, à hora é de superação”

  1. PRISCILA disse:

    Sugestão:
    Marcar algum coletivo para o sabádo ou domingo a tarde, para que a torcida possa estar presente assistindo o provável time que ira lutar por nós nos jogos decisivos. São 17 dias sem ver a Chape jogando… Seria interessante ter a possibilidade disso ser no final de semana para que o grande público pudesse comparecer ao estádio….

    Abraços…..

Deixe um comentario