Parece que a revistinha vai sair

Há seis meses uma “empresa” apresentou um projeto ao marketing da Chapecoense para edição de uma revista de descontos voltada aos associados. Mais de 90 empresas assinaram contratos e certamente pagaram pela mídia e até agora nada da revista circular. Os valores variavam entre R$ 200,00 e R$ 600,00. Devido a inúmeras reclamações pela demora na entrega do produto o Departamento de Marketing da Chapecoense resolveu chamar para si a responsabilidade e até a semana que vem deveremos ter a tal da revista na praça. Bom salientar que o mentor da brilhante idéia não faz mais parte do marketing da Chapecoense. Saliento também que novas comercializações de espaços publicitários estão proibidas pela Chapecoense. Fiquem atentos.

Está mais do que na hora de terminarmos com este tipo de situação que em nada contribui para a Chapecoense e para os sócios. Este tipo de negócio só serve para colocar dinheiro no bolso de alguém e para queimar o filme da entidade. Chapecó já está grande demais para alimentar este tipo de coisa. Estas revistinhas e jornalecos de ocasião, somados a estes troféus pagos que juram que sua empresa é a melhor da cidade deveriam ser banidos através de uma ação da Associação Comercial.

Chapecó está repleta de bons veículos de comunicação para que a mídia de sua empresa seja veiculada. Chega de dar espaço para picaretagens.

O problema é que a vaidade pessoal muitas vezes fala mais alto. A lei da ganância é a seguinte: Para os espertos prosperarem, os trouxas devem existir. Tu és um deles?

Um comentario para “Parece que a revistinha vai sair”

Deixe um comentario