Marcelo Ramos reintegrado, Fabrício foi embora

Na semana passada a direção de futebol da Chapecoense determinou os afastamentos de Marcelo Ramos e Fabrício por atos de indisciplina. Uma noite mal dormida e o atraso no treino de sábado. Punição: Demissão sumária.

Ato contínuo iniciou uma tratativa originada no vestiário da Chapecoense para que os atletas fossem reintegrados.

Uma carta, assinada por todo o elenco, jogadores e comissão técnica, foi entregue a diretoria e desta forma analisada. A direção de futebol foi unânime em acatar a solicitação e recolocar ambos de volta no elenco. Para Marcelo Ramos a decisão valeu. Para Fabrício não mais, já que no lapso de quatro dias entre a demissão e a chamada para voltar ele já havia iniciado um acerto com o Avaí.

Esta decisão vai render muito debate e reclamação entre torcedores e opiniões contrárias da imprensa. A diretoria da Chapecoense está ciente desta situação.

 

Pontos positivos: O grupo dentro do vestiário está unido e em sintonia coma comissão técnica. Nivaldo puxou a frente em nome dos jogadores, atleta que tem nome a zelar e é respeitado pelo torcedor por ser um símbolo de vitórias e de profissionalismo. A direção se mostra aberta ao diálogo e não deixou passar autoritarismo em suas decisões.

Pontos negativos: Se Fabrício era tão importante para merecer uma reintegração o fato dele não ter sequer um pré-contrato assinado mostra uma falha da direção de futebol, já que mesmo sem o escorregão cometido ele estava livre para uma troca. Mesmo negando, a direção de futebol acabou se precipitando na mais drástica solução entre patrão e empregado que é a demissão.

O torcedor vai cobrar fortemente esta nova determinação.

Na verdade se Marcelo Ramos corresponder em campo, como se espera dele, tudo passa em branco. Porém, qualquer falha será motivo para relembrar. As partes estão cientes. Tomara possamos começar a focar mais nos treinos e amistosos e deixar de lado estas desgastantes coletivas de imprensa para falar de saídas e voltas. Em tempo. Marcelo Ramos receberá punição em dinheiro que segundo disseram é pesada.

Deixe um comentario