Contagem regressiva para mais uma vistoria na Arena

A Chapecoense, junto com a Prefeitura de Chapecó, tem até o dia 31 de janeiro para entregar uma série de documentos e para realizar algumas adequações para que a Arena Condá possa ser definitivamente liberada pelo Ministério Público e desta forma figurar como uma praça esportiva legalizada para o Campeonato Catarinense de 2011.

Conversei hoje (25/01) à tarde com Carlinhos Almeida, que é o homem responsável pelo encaminhamento destes últimos e importantes detalhes. Segundo ele tudo caminha muito bem para a liberação.

O que realmente está preocupando é a confecção de um laudo assinado por um engenheiro e que ateste que a cobertura da ala das cadeiras da Arena Condá está em plenas condições de abrigar o público e que não há risco de acidente.

Foi feito um orçamento para recuperar a estrutura. O valor seria de R$ 60 mil. Trata-se de uma obra que demanda algum tempo e tempo é justamente o que a Chapecoense e a Prefeitura de Chapecó não dispõe neste momento.

Um engenheiro foi contatado para emitir o laudo, mas primeiro ele quer realizar alguns testes.

Você já deu uma olhada para o estado daquela estrutura? É de dar medo! Alguém em sã consciência assinaria um laudo desses somente no “olhometro”? O tempo está esgotando.

3 comentarios para “Contagem regressiva para mais uma vistoria na Arena”

  1. Porque será que essas coisas sempre acontecem com a gente.

  2. Silvio SZ disse:

    Marcelo, vc conhece o estadio do brusque e do marcilio?
    A Arena Condá é um Palacio de Dubai perto desses outros dois .

    Acontece que aqui em Chapecó eles estao corretos(bvombeiros etc), o que está errado é la no litoral, onde nao sei como as autoridades sao coniventes com aquelas praças esportivas.

    Levam nas c oxas as c oisas por lá enquanto que por aqui o pessoal é mas rude com o nosso povo, sei lá.
    Inveja com dor de cotovelo. Daí exigem o maximo de nós.

  3. Já fui no estádio do Brusque.

    Verdade, não sei como aprovam aquele estádio. Dizem que melhoraram. Mas pra mim, uma melhora lá significa refazer o estádio, tamanho a precariedade do local.

    E aqui, um estádio novo, confortável… passa por dificuldades na aprovação…. No mínimo estranho.

Deixe um comentario