Uma derrota injusta na chuvosa Manchester catarinense

Joinville 2×1 Chapecoense. O placar foi injusto. Se algum time merecia vencer este time era a Chapecoense.

Foi à melhor apresentação coletiva da Chapecoense no campeonato até aqui, mesmo jogando com 10 desde os 31 da primeira etapa quando houve a expulsão de Marcelo Ramos.

O resultado de vitória para o Joinville está diretamente ligado aos vários erros de conclusão da Chapecoense e aos quatro inacreditáveis gols perdidos, dois deles por Cleverson, que podem figurar no quadro Inacreditável Futebol Clube.

A máxima de que a Chapecoense perdeu o jogo que poderia perder valerá apenas se na quarta-feira vencer o Figueirense, a equipe a ser batida.

Alguns detalhes importantes do jogo: Juliano falhou no primeiro gol com uma saída equivocada.

Marcelo Ramos foi expulso pela terceira vez na temporada. O rapaz precisa de orientação psicológica.

Aloísio joga muito. Quem acredita que pode taxá-lo de individualista que trate de jogar a altura do melhor nome do time.

Se Cleverson não sabe concluir que trate de armar. Errou dois gols impressionantes.

Leandro sofreu uma distensão no adutor da cocha. Está fora do jogo de quarta-feira.

Rafael Bittencourt estreou e mostrou qualidades. Tem espaço no time para ele.

De Lazzari realizou sua melhor partida pela Chapecoense.

Mauro Ovelha mostra evolução jogo a jogo. Está mais confiante no futebol ofensivo. A fama de retranqueiro não é merecida.

A Chapecoense mostrou uma evolução coletiva muito consistente. Precisa melhorar o aproveitamento nas conclusões.

Foto: Futebolsc.com

Deixe um comentario