Uma analise sobre o jogo

Neilson fez os dois gols. Um dos que se salvou do fiasco.

Chapecoense 2×2 Concórdia. Tecnicamente foi um jogo lamentável, típico para devolver o valor do ingresso.

Se houvesse a obrigação de um sair vencedor este time seria o Concórdia.

A Chapecoense se acovardou para o lanterna da competição e jogando em casa. Lamentável.

O gol de empate foi sofrido já no limite dos acréscimos, mais uma vez, determinando mais uma apresentação lamentável da Chapecoense que está completamente sem vibração.

Novamente a Chapecoense atuou com pouca eficiência pelas laterais. Quando teve lucidez neste setor produziu suas melhores oportunidades. Afunilou demais o jogo.

O Concórdia é extremamente limitado, a tabela não mente, como também não mentem os últimos quatro resultados sem vitória da equipe comandada por Mauro Ovelha.

Aloísio foi um absoluto nada dentro de campo na noite de ontem. A zaga já foi modificada meia dúzia de vezes e sempre o mesmo problema sobressai. Não existe o xerife, não existe aquele que decide, aquele que manda e chama a responsabilidade.

Em momento algum a Chapecoense colocou seu torcedor dentro de campo.

E uma pergunta para Mauro Ovelha: Quando teremos uma definição do esquema tático do time?

Perguntar não ofende.

Foto – Sirli Freitas/futebolsc.com

Deixe um comentario