Os detalhes fizeram a diferença

Em primeiro lugar quero destacar que o jogo Criciúma 1×1 Chapecoense foi um belo espetáculo no que pese o gramado prejudicado pela chuva. Outro destaque para o trabalho de muita qualidade desenvolvido pela arbitragem comandada por Célio Amorim. E a classificação do Criciúma se consolidou por detalhes que são registrados desde a primeira rodada. Se a Chapecoense tivesse cumprido sua obrigação em casa como fez o Criciúma estaria ela hoje classificada. Como não aproveitou a passagem do cavalo que se oferecia encilhado e chance passou e não mais retornou. É assim mesmo. Porém foi um primeiro turno digno, que deixou o desejo de quero mais, mas que mostrou aplicação e vontade do elenco.

A Chapecoense começou em alta, depois caiu e agora voltou a ser mais eficiente. As últimas contratações já se mostraram muito acertadas e com isso a Chapecoense ganhou consistência defensiva.

Outra realidade que não pode ser disfarçada é a de que o regulamento é muito injusto e que foi extremamente mal concebido nos sempre infrutíferos encontros entre clubes e federação.

O empate na semifinal deveria obrigatoriamente conduzir a decisão da vaga para os pênaltis, assim como acontece no RS. Por falta de inteligência criaram uma distorção que deve ser corrigida para 2012. Outro detalhe que não pode ser esquecido é o de que se uma equipe vencer turno e returno terá de jogar a decisão com aquela de melhor indicie técnico, ou seja, não leva direto como deveria.

Erros que devem ser reconhecidos.

O returno

As possibilidades de conquista do returno se complicam por uma série de fatores. O que realmente faz a diferença são investimentos em qualidade e a existência de apenas uma vaga. A porta fechou pela metade. A Chapecoense terá agora quatro jogos em casa e cinco fora. Na verdade esta distribuição da tabela pouco importa. Veja o caso do Criciúma que jogou menos em casa em comparação com a Chapecoense e levou a vaga. A estréia no returno será contra o Avaí, aqui em Chapecó. Jogo que pode já na arrancada definir a condição de ambos na temporada estadual. Vale muito este encontro. Afunilou.

Foto – Futebolsc.com

2 comentarios para “Os detalhes fizeram a diferença”

  1. Verdão disse:

    GOSTEI MUITO DO TIME ONTEM, RAÇA, VONTADE, ATITUDE, MAIS FORA DE CASA É MUITO DIFICIL, AQUELE GOL DO CONCORDIA NO ULTIMO SEGUNDO QUE NOS FERRO. JOGANDO AS DUAS EM CASA COM CERTEZA IRIAMOS SER CAMPEÕES, MAiS BOLA PRA FRENTE, RUMO AO TITULO DO SEGUNDO TURNO.

  2. Ricardo disse:

    O time teve raça ontem, mas nunca dá para ficar satisfeito com uma eliminação. Que venha o segundo turno e vale elmbrar que só raça e vontade não fazem um time vencedor, há que se ter qualidade para alcançar as posições de destaque e conquistar os campeonatos.

Deixe um comentario