O caso Thoni

Conversei hoje pela manhã com o presidente da Chapecoense, Sandro Pallaoro, que esteve na Rádio Chapecó AM 1330. Mostrei a ele a matéria do site futebolsc.com que destaca a contratação de Thoni pelo Criciúma para a Série B.

Sandro disse que a Chapecoense não foi procurada por ninguém. Lembrou ainda que o contrato de Thoni tem validade até novembro deste ano e que para Thoni sair a Chapecoense terá de ser recompensada financeiramente.

Sandro Pallaoro se mostrou muito contrariado com a notícia.

Se o acerto realmente aconteceu é mais uma prova da total falta de ética que reina no futebol.

Thoni ainda não se manifestou sobre o caso.

E no Criciúma, apesar de já ser finalista do Campeonato Catarinense, parece que não estão nada satisfeitos com o que tem em mãos.

Foto:  Sirli Freitas  /RBS

Um comentario para “O caso Thoni”

  1. Rafael K. disse:

    Também escutei o presidente na rádio hoje pela manhã. Fico curioso para ler um contrato de jogador profissional (em especial esse do Thoni), difícil falar algo se no contrato tem uma cláusula que permite a liberação sem pagamento de multa recisória. E, para assinar um pré-contrato com outra equipe, só seis meses antes de vencer o contrato atual (no caso em Junho).

Deixe um comentario