Fúria presidencial

Sandro Pallaoro

O presidente da Chapecoense, Sandro Pallaoro, está indignado com atitudes diversas e as criticas recebidas pelo momento ruim da equipe na Série C.

Compreendo o sentimento do presidente e me coloco em seu lugar. Teria, quem sabe, reação semelhante.

Cronologicamente é bom lembrar que a Chapecoense é atualmente a campeã catarinense de futebol. Em meio a este turbilhão de resultados ruins e frustração pelo acesso a Série B que está escapando, parece que muitos esqueceram a glória recente.

A Chapecoense vem de uma primeira fase na Série C, que se não foi brilhante, terminou com a equipe em primeiro lugar. O momento ruim apagou esta marca.

Veio a segunda e decisiva fase e a crise que está estabelecida.

O torcedor reclama com veemência.

A cada ação temos uma reação correspondente.

O torcedor grita na arquibancada e o atleta faz gestos obscenos. Neste momento está quebrado o pacto de confiança e admiração. Assim como em um relacionamento de amizade, quando a primeira briga acontece, o sentimento muda, ou ao menos começamos a ver a pessoa com outros olhos.

Sandro Pallaoro critica abertamente a atuação dos torcedores que reclamam, que vaiam e que gritaram olé contra o time. O presidente comparou a presença de público em Chapecó e em Joinville. Sandro Pallaoro reclama da imprensa esportiva por estar criticando uma equipe que até pouco tempo esta mesma imprensa elogiava, segundo ele.

O ranço presidencial é forte e característico da personalidade do presidente que não é afeito a levar desaforos para casa.

As palavras são duras, mas fazem parte do contexto. Recebo-as com a mais absoluta tranqüilidade, concordando em parte com as várias analises.

Assim como disse Sandro Pallaoro recentemente, destacando que a imprensa esportiva de Chapecó está amadurecendo, ele mesmo passa por este processo.

Como dirigente de futebol ele ainda não está maduro, está em fase de consolidação como dirigente. Esta explosão de descontentamento faz parte do amadurecimento.

Perfil de torcedor

Nas arquibancadas dos estádios de futebol habita um ser que se chama torcedor. Várias são as raças que compõe esta fauna. Tem torcedor que vibra com o sucesso, mas também tem aquele que se encanta pelo fracasso. É incrível, mas existe sim aquele que é torcedor de determinado time, mas que se sente mais feliz com a desgraça do mesmo, pois somente assim consegue despachar as agruras da vida que ele se esqueceu de deixar do lado de fora. Uma floresta não se faz apenas de uma espécie. É preciso uma multiplicidade de seres para compor um ecossistema. Nos estádios de futebol vale a mesma regra. Querer um comportamento linear é impossível. Esta variedade de sentimentos e reações é que faz do futebol um tema palpitante e recheado de pormenores que o enriquecem.

Os dirigentes e a imprensa precisam saber lidar com esta riqueza de figuras tão interessantes.

10 comentarios para “Fúria presidencial”

  1. Caio Cesar disse:

    O Presidente merece meu respeito, consideração, mas não posso deixar de dizer algumas verdades:

    1) Chape do Catarinense era forte, não tinha adversário;
    2) Chape da Série C é o que sobrou daquela equipe sensacional (os principais jogadores foram embora, e outros que ficaram, também sendo bons, porém se lesionaram e estão fora (a Série C é um campeonato de muita pegada, de muita butinada, precisa de plantel);
    3) Chape do Catarinense era mais forte do que a Chape da série C,isso é fato; (O Joinville fez o contrário, fortaleceu a equipe para série C com objetivo de subir para B e, até agora, está na ponta);
    4) A direção do Verdão errou feio, quando externa e pensa que a série C é mais fraca do que o Campeonato Catarinense e que basta uma equipe apenas razoável para subir; taí o equívoco desse pensamento da direção. Verdão agonizando na série C.
    5) Outra: chega da direção reclamar dos torcedores (média de 4 mil por jogo). O torcedor já fez muito, e fará sempre mais, mas que chamariz teve o torecedor para lotar a arena na série C se o principais jogadores, que disputaram o Catarinense, foram embora, e não houve contratações.Que motivo tem o torcedor para lotar a Arena, se não trouxeram os jogadores do mesmo nível do Catarinense? Só os torcedores de verdade que acreditam em tudo!
    6) Sinceramente, gostaria muito que a direção, desde já se prepare mesmo para o ano que vem, e não cometa mais esses equívocos de achar que a Série C pode ser disputada com uma equipe mais fraca do que a do Catarinense.
    7) É Presidente…quem sai na chuva é para se queimar (já dizia o saudoso Vicente Matteus), então porque não trouxeram dois jogadores, de qualidade certa, para a série C? A torcida, com certeza, pagaria com sobras o investimento.

  2. Thiagao disse:

    To com o presida… ganhar ou perder faz parte do jogo… e enquanto a nossa media for 4 mil torcedores é ilusao sonhar com série B. E pior que a derrota.. muito pior.. beirando o ridiculo, é a torcida quando mais a chapecoense precisou nessa série C de apoio, vaiar e gritar olé … não era a hora da cobrança. Não podemos nos esquecer que a chape é o investimento mais baixo dos 4 times.
    Abraço de um chapecoense de coração.. se domingo tivesse jogo tava la de novo..

  3. Thiago disse:

    Discordo veementemente de quem diz que média de 4 mil torcedores é baixa para a série B. Deem uma olhada na média do Boa Esporte, do Ipatinga, do América-MG, do Avaí etc. Futebol não se faz apenas com torcida, se faz com dinheiro e planejamento. E outra, essa história de reclamar que o povo não vai ao estádio, já falei outras vezes e repito agora: o torcedor fiel hoje é representado por 3500 pessoas. Se o torcedor flutuante não vai é porque por algum motivo a divulgação, a estratégia de vendas e promoção não está eficiente. Ou é culpa do cliente você não vender o seu produto? Conquiste seu espaço com inteligência e voracidade. Ponto final.

  4. vanderlei disse:

    concorde, em vez de investir para a serie c para subir , fizeram um time pior que o catarinense , catarinense ja temos , prefiro jogar a serie b do catarinense e estar na b do brasileiro , e outra coisa,,,, eles tem que aprender depois do catarinense ,se ganhar ou perder , fortalecer o time pra c nao tirar os melhores e nao contratar do mesmo nivel , desse geito desanima tbm , moremos na praia de novo , com esse time nao ganhamos do ipatinga e do joinvile ,,,,,,,,,,,,,,,,,,

  5. Silvio SZ disse:

    Presidente: Lá no Joinville ta dando 13 a 14 mil torcedores por jogo sabes porque?
    É que as empresas de lá adquirem os ingressos e distribuem aos seus funcionarios, clientes etc etc.
    Entendeu?
    Aqui, ou vc é socio ou paga preço cheio nas bilheterias.
    5 mil torcedores de media aqui em chapecó é maior do que em muitos clubes da serie B e A.
    FAZ o seguinte Presidente, reclame de jogadores, reclame do comando tecnico, nao permita que no vestiario da Chape antes do Jogo, dezenas de penetras , alguns inimigos na trfincheira, tenha acesso ao vestiario da Chape antes do jogo.
    Mais uma coisa, transmita aos nossos jogadores que nessas ultimas 3 partidas a gente nao tome uma goleada atras da outra. Um minimo de dignidade.

  6. Caio Cesar disse:

    Para o jogo lá em Ipatinga, o Ovelha precisar tirar do time os pontos fracos da equipe Nequinha, Neguette e Everton Cesar. Para o lugar do Aelson (suspenso), colocar um meia na lateral esquerda, pois o Fabinho não tem condições, não passa confiança para jogar na lateral esquerda.

    O time para enfrentar o Ipatinga, no Ipatingão: Rodolpho; Kleber Goiano, Grolli e Marcos Alexandre; Sagaz (Rafael Bittencourt), Rodrigo Thiesen, Diego Felipe, Diogo Oliveira (meia) e Neném (ala esquerda); Jean Carlos e Neílson.

  7. claudio freitas disse:

    Nem tudo está perdido:chegamos perto novamente para subir para B, 2012 pra quem estava quase na segundona catarinense ainda estamos no lucro,mas faltou um pouco mais de humildade de alguns da diretoria e entender que algumas ações de pessoas que só queriam o crescimento do clube. faltou um investimento maior nesta segunda fase que é a decisiva para se classificar para B economizaram de mais agora já está muito tarde…há 28 anos acompanho o nosso verdão e nossa torcida ainda é pequena não temos mais de 5 mil fiéis torcedores que vão ao estádio infelizmente o resto são torcedores melância que priorizam outros clubes antes do Verdão.

    Só para vocês terem uma idéia:só com o televisionamento o Verdão vai deixar de arrecadar mais de 1.800,000 ai fica a pergunta porque não fizeram um investimento maior na qualidade de atletas para subirmos para série BBBBBBBBBB ?Pensaram pequeno novamente !!!

  8. Fabio Sangue verde disse:

    Discordo totalmente de muitos.
    Torcedores, comentaristas esportivos e muita gente ai que diz que o verdao nao sobe mais.

    Por acaso acabou ja o campenato? por acaso as chances se acabaram?
    que eu lembre apenas o turno da segunda fase.
    Temos todas as chances de se classificar pois todos sabem como é o futebol.
    daqui a pouco até o brasiliense pode se classificar.
    Entao axo que ainda é momento de acreditar, apoiar e vibrar.

    E ainda tenho minhas duvidas que essas contrataçoes para “reforçar” o elenco acabou rachando o povo.
    como tudo gira em torno do dinheiro.. os jogadores devem pensar “bah pra que que vou me quebrar agora jogando pra ganhar o bonus.. se temos q dividir com esses que chegaram agora e vao jogar pouco..”

    nao duvido… mas ainda acredito…. e espero que possamos ver mutios “comentaristas esportivo” mordendo a lingua das besteras q falam.

  9. Greenboy Xaxim disse:

    CHAPE, NUNCA VOU TE ABANDONAR!!!!!!!

  10. JEQUEANO disse:

    aqui da 13 a 14 mil pq as empresas dao ingressos? nada ver colega os unicos ingressos que sao dados sao aqueles que sao repassados aos patrocinadores que dao em torno de 700 ingressos que é a diferença do pagantes pro total se informa antes de vc fala besteira,aqui o JEQUEANO é fiel

Deixe um comentario