Arquivo para outubro, 2012

Atenção para a chapa de situação com nominata completa

quarta-feira, outubro 31st, 2012

E-mail chegou agora.

 

Prezados Senhores

 

A Diretoria da Chapecoense vem por meio deste informar que foi protocolada na tarde desta quarta-feira (31/10) a composição da chapa da situação para as eleições na Chapecoense. No momento não será apresentada de forma oficial para os senhores, para não tirar o foco da decisão da equipe, que está na luta pelo acesso à Série B em2013. Aapresentação dos membros para a eleição será após o dia 10 de Novembro, afim de preservar o momento que a equipe está vivendo e não tirar o foco do objetivo.

Segue a composição da chapa

 

PRESIDENTE: Sandro Luiz Pallaoro

1º Vice-Presidente: Ivan Tozzo

2º Vice-Presidente: Jandir Bordignon

Diretor Financeiro: Angelo Gavioli (Funcionário)

Vice Presidente Financeiro: Décio Burtet

 

Diretor Administrativo: Nilson Folle Junior

 

Diretor Jurídico: Dr. Luís Sérgio Grochot

 

Vice-Presidente Administrativo: Thiago Moschetta

 

Diretor de Patrimônio: Evandro Baldissera

 

Diretor de Marketing: Andrei Copetti(Funcionário)

 

Diretor de Futebol: Mauro Stumpf

 

Vice-Presidente de Futebol: João Carlos Giovanaz ( Maringá)

 

Gerente de Futebol: Eduardo Luiz Preuss – Cadu ( Funcionário)

 

Diretores de Futebol (Escolinha e Base): Nei Maidana, Adilson Kucharski e Eder Popiolski (Funcionário)

 

 

Assessor de Imprensa: Daniel Cavagnoli (Funcionário)

 

 

Presidente Conselho Deliberativo: Gelson Dalla Costa

 

 

1º Vice-Presidente: Plinio David de Nes Filho (Maninho)

 

2º Vice-Presidente: Eliandro Baldissera

 

3º Vice-Presidente: Osvino Machado de Souza

Confirmada Chapa de Situação

quarta-feira, outubro 31st, 2012

Atenção.

Chapa da situação na Chapecoense terá Sandro Pallaoro como candidato a presidente, Ivan Tozzo como candidato a vice e Gelson Dalla Costa como candidato a presidente do Conselho. Para vice do Conselho Maninho De Nês.

Nominata completa em seguida.

Eleições na Chapecoense na reta decisiva

terça-feira, outubro 30th, 2012

Chapa de oposição

A oposição apresentou oficialmente sua chapa para a eleição da Chapecoense. Muitos não acreditavam na possibilidade, mas aí está. O evento foi realizado na chácara do empresário Izair Gambatto, que aparece na chapa como Diretor de Futebol. Moacir Tiecher, diretor da Planaterra, aparece como candidato a presidente.

Muitos nomes importantes foram confirmados para os demais cargos. Uma chapa forte, que esquenta ainda mais a disputa.

Chape de situação

No inicio da tarde de hoje conversei com o presidente da Chapecoense, Sandro Pallaoro, que confirmou que a situação apresenta sua chapa amanhã, no último dia de inscrições. Perguntei se ele seria o candidato. Sua resposta foi de que a possibilidade é remota, mas que não afasta totalmente seu nome. Um colaborador, forte, ligado a situação, disse ter uma carta na manga. O nome já havia sido ventilado na semana passada. Por não ter conseguido contato com o referido empresário, não citarei seu nome, mas se for confirmado, será uma bomba!

Há tempos

Desde o ano passado eu venho afirmando que esta seria a primeira eleição na Chapecoense com mais de uma chapa.

Sempre tive a convicção da disputa. Preocupei-me em ouvir sempre os dois lados. A disputa se desenhava inevitável, como confirmado. Será uma eleição em alto nível, com gente decente envolvida, com empresários maduros e que saberão conduzir a questão para o bem. Disputa assim é benéfica.

O mapa

Hoje na Chapecoense são 159 conselheiros com direito a voto. Não me atrevo a mapear a situação, mas os dois lados tem suas apostas e suas tendências. Resta saber quantos votarão em uma eleição com duas opções. Certamente alguns não deverão votar, por não concordar com uma eleição polarizada. Os dados estão rolando.

Positivo

A Chapecoense deve crescer com este antagonismo que se criou. A existência de uma oposição reforça a entidade e faz a situação se movimentar. Como se trata de um ambiente ainda restrito e formado por pessoas de peso na comunidade, não creio em nivelamento por baixo nas ações em busca do voto. A Chapecoense vai sair ganhando, podem crer.

Negativo

Uma pena que os associados ainda não podem votar.

A próxima diretoria, em conjunto com o conselho, deve estabelecer esta possibilidade imediatamente, já para à próxima eleição. Aí sim, a Chapecoense dará um passo definitivo para sua solidificação como entidade. Ser sócio com poder de voto faz toda a diferença. A Chapecoense dobraria facilmente seu número de associados.

Prefeitura de Chapecó emite nota sobre eleições na Chapecoense

segunda-feira, outubro 29th, 2012

Agora a tarde a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Chapecó emitiu a seguinte nota relacionada as eleições na Associação Chapecoense de Futebol. Leia com atenção e deixe sua opinião.

 

NOTA

 

A Administração Municipal de Chapecó esclarece que não tem interferência no processo de escolha da nova Diretoria da Associação Chapecoense de Futebol. Em função disso, não manifestará apoio a quaisquer possíveis chapas que se inscreverem no pleito. Por outro, a Administração reitera seu compromisso de permanente incentivo à Associação Chapecoense de Futebol, independentemente de quem forem os escolhidos para gerirem a entidade no próximo biênio.

 

Assessoria de Imprensa – Prefeitura de Chapecó

Amassou

domingo, outubro 28th, 2012

Chapecoense 5×0 Tupi. O placar demonstra a total superioridade da Chapecoense frente a um adversário que aqui chegou rebaixado, mas que jogou com dignidade e lealdade, acima de tudo. A primeira etapa foi muito complicada, com placar magro de 1×0. Mas na segunda etapa, em mais um bom trabalho de vestiário, a Chapecoense liquidou a fatura com tranquilidade. Agora o acesso será decidido contra o Luverdense, do Mato Grosso, na melhor de duas com o primeiro jogo em Chapecó e com regulamento de Copa do Brasil. Ficou de bom tamanho.

500 vezes

Rodrigo Gral marcou seu gol de número 500 na tarde de sábado. Um bonito gol para coroar uma carreira vitoriosa. Antes de marcar, ele havia carimbado a trave e com um volêio colocou a bola por cima. Na terceira tentativa, Gral marcou e fez a festa. Quando foi substituído, a Arena ferveu e os torcedores se colocaram em pé para aplaudir o feito. Um momento histórico que vivenciamos. Rodrigo Gral vive um momento importante de sua carreira e que bom que este gol 500 teve transmissão pela TV para todo o Brasil. Valorizou muito o feito.

Luverdense

Dentre todos os adversários possíveis para o enfrentamento na fase de acesso, creio ser o Luverdense o menos complicado. A campanha do time do Mato Grosso é espetacular, mas não tem o mesmo peso da camiseta de outros possíveis adversários. O receio de enfrentar equipes de grande torcida e de federações fortes existia. Os interesses externos poderiam dificultar o acesso. O Luverdense vem credenciado por uma campanha brilhante, mas os fatores extra-campo serão menores, senão inexistentes.

O primeiro

O jogo de quinta-feira deverá ser de total aplicação e entrega por parte da Chapecoense. Com todo o respeito ao Luverdense, mas será necessário construir um placar de vantagem, para que no Mato Grosso a Chapecoense tenha a possibilidade de administrar o jogo e finalmente chegar a Série B. Em casa, sob o comando de Gilmar Dal Pozzo, a Chapecoense tem se mostrado muito forte.

Beleza

Quando Rodrigo Gral foi substituído, o zagueiro Dema, que estava no banco de reservas, foi até ele e o ergueu, como um troféu. Uma demonstração de carinho e de respeito entre profissionais. Dema mais uma vez mostra sua capacidade de aglutinação. Dema é jogador de grupo e um símbolo de profissionalismo. Bonito Dema!

Sexadores

Impressionante, mas tinha gente secando Rodrigo Gral.

Tinha gente pedindo sua saída do time. Sinceramente não sei qual o interesse neste tipo de atitude, mas que a campanha de alguns visava prejudicar o atleta isso é inegável. Tiveram de engolir no seco o gol 500. É muita falta de respeito. Ainda bem que Rodrigo Gral é muito maior do que os secadores. Tem cada um!

Foto – Daniel Cavagnolli – ACF. 

Virou decisão

sexta-feira, outubro 26th, 2012

Este jogo de amanhã (sábado) entre Chapecoense e Tupi de Minas Gerais somente ganhou importância pelo fato de a Chapecoense não ter tido a competência de vencer um dos dois jogos em sequência fora de casa. Um jogo contra uma equipe despedaçada e já rebaixada ganha contornos de decisão. A Chapecoense resolveu deixar para a última hora sua classificação. O Tupi veio para Chapecó com 11 mais três. Sequer tem condições de montar um elenco completo.

Jogo ganho

Não existe jogo jogado. Não existe jogo ganho. Zebra sim, essa existe e gosta de galopar pelos campos de futebol. O Tupi está desclassificado, mas pode encontrar forçar em ações externas para dificultar a vida da Chapecoense ou mesmo decretar um desastre de proporções gigantescas.

Alguns jogarão em nome da dignidade, outros em nome da história de 100 anos do Tupi e quem sabe outros motivados pela “mala branca”, uma oferta externa que faz parte da cultura do futebol. Oferecer dinheiro para perder é suborno e crime, já para vencer, não vejo nada errado.

Cuidado sempre.

Aplicação

A Chapecoense está tratando este jogo como uma verdadeira decisão. Deixou de lado a condição de rebaixado do Tupi e tratou, durante a semana, de fechar as feriadas abertas pelas derrotas fora de casa. Elas ainda não cicatrizaram. A cura será estabelecida com uma vitória madura na tarde deste sábado. Depois será a vez de encarar o trauma de duas desclassificações na fase de acesso. Subindo, aí sim, a Chapecoense terá alta.

Ingressos

A diretoria decidiu bancar ingressos a R$ 10,00 para geral e coberta, no dia e hora do jogo. Na bilheteria, como sempre foi pedido. Um gesto de boa vontade que merece retribuição. É tarde de decisão. É jogo que leva para mata-mata de acesso. Nada justifica um público pequeno, nem mesmo o tempo ruim.

Mais uma 

A CBF rasgou a regra do jogo mais uma vez. Em rodada decisiva na Séria C, marcou os jogos da Chave B para sábado e da Chave A para o domingo. As chaves se cruzam na semana que vem. O correto seria como manda a regra, realizar todos os jogos no mesmo dia e hora. A CBF deixa margem, mais uma vez, para reclamações. Desnecessário.

Arte: Winny Zani – MKT Chapecoense. 

sexta-feira, outubro 26th, 2012

Atenção

sexta-feira, outubro 26th, 2012

Chapecoense informa que a venda de ingressos a R$10,00, para geral e cobertas, será realizada também nas bilheterias antes do jogo.

Boa medida. Chapecoense x Tupi será as 16 hpras deste sábado.

Sangrando

quarta-feira, outubro 24th, 2012

Qual um guerreiro ferido, assim está se sentindo o técnico da Chapecoense, Gilmar Dal Pozzo. Após a terrível jornada de Madureira e a necessidade de vencer no domingo para seguir na caminhada da Série C, o sempre comunicativo comandante da Chapecoense foi mais Tite do que nunca ao cunhar a frase de efeito. Disse ele que seus comandados também sangram após a derrota que adiou a classificação. Entre à retórica e a prática, saberemos apenas na tarde de sábado se o elenco e a comissão técnica foram realmente atingidos pelo AR-15 da favela da Serrinha.

Pallaoro

Gostei muito da entrevista do presidente Sandro Palloro no Debate Esportivo da Rádio Chapecó no final da tarde de terça-feira. Franco, equilibrado, falando abertamente sobre vários temas, inclusive eleições. Concordou que a Chapecoense não jogou nada no Rio de Janeiro. Disse também que pode sim concorrer à reeleição, com chances remotas, mas não afasta a possibilidade. Mostrou maturidade. Que bom.

Reuniões

Os bastidores estão movimentados na Chapecoense. O esforço agora é para evitar uma eleição com duas chapas. O que já deveria ter sido feito há muito tempo está sendo realizado agora. O alvo principal é o empresário Izair Gambatto. Querem o homem de volta, mas sem disputa. Será que ele aceita?

Este movimento para atrair Izair Gambatto de volta a Chapecoense está sendo comandando por um conselheiro e colaborador de calibre. É bom ver que alguns ainda reconhecem a importância da união e da presença do empresário junto ao grupo de comando. Estão trabalhando em nome da Chapecoense e não de projetos pessoais. É por aí.

A decisão e o machão de internet

terça-feira, outubro 23rd, 2012

O maior azia da semana vai levar o Troféu Paulinho Rola - denominado - Eu preciso de um companheiro!

À tarde de sábado na Arena Condá será de decisão. Uma tarde em que valerá a vaga para aquilo que a Chapecoense mais deseja a cerca de três anos, chegar a Série B. Ser o campeão brasileiro da Série C é apenas um acessório, uma espécie de cereja no bolo. Mesmo o adversário não tendo mais nada a almejar, mesmo ele já sendo um dos rebaixados, mesmo assim, a Chapecoense tem a obrigação de ser efetiva e de criar em todos, inclusive no elenco, um sentimento verdadeiro de que ela pode sim dar o passo tão desejado.

Todos

A hora é de união e de vestiário movimentado. O departamento de futebol terá de agir com muita veemência até sábado. Sequer levo em consideração a hipótese de desclassificação. A hora é de total mobilização. Conversas individuais, com atletas e integrantes da comissão técnica serão positivas. O técnico deve ser convidado para uma reunião reservada. Nada de cobranças, apenas um momento de ouvir posicionamentos e avaliar estratégias.

Balela

Técnico de futebol que não aceita uma sugestão ou mesmo um conselho não serve. Ouço muitas vezes técnicos de futebol dizendo que no vestiário quem manda é ele. Se errar o erro é dele, mas se acertar o mérito é de todos. Mas que baita conversa fiada! Técnico de futebol é empregado como qualquer outro. Recebe sim ordens superiores. Técnico metido a galo não me serve. Gilmar Dal Pozzo sempre se mostrou aberto ao diálogo. Ficaria muito decepcionado se soubesse que ele é mais um “astro” da bola que houve apenas a sua consciência.

O cara

Nivaldo é o cara. Ele não esconde o que pensa. Disse que o jogo da Chapecoense em Madureira foi o pior desde que ele está aqui. E lá se vão seis anos. Ele esteve lá dentro! Falho no gol? Falhou. Mas jamais encobre a verdade. Por isso ele é um líder nato do elenco. Que todos tenham ouvido o que ele disse.

Torcedor de verdade

O torcedor está muito envolvido em relação ao jogo de sábado. Muitas opiniões nas redes sócias. Muitos debates acalorados. O torcedor não pode ir para a Arena no sábado com sangue de barata. Se for para mobilizar que seja agora e não se deixe para depois, pois o depois poderá não existir.

Machão de internet

Essa vai para o torcedor azia, chato, metido a machão de internet. O chamado leão do mouse. Escreve que é um Anderson Silva nas redes sociais, mas na hora de empurrar o time na Arena parece uma debutante. Aproveitem suas teses e todos os hormônios borbulhantes para gritar na hora que realmente deve. Na frente do PC qualquer um é macho, ou não.