Que surra

Chapecoense 4×1 Avaí.

O estádio Josué Annoni de Xanxerê foi reinaugurado em noite de gala. A Chapecoense deu um banho de bola no Avaí. No segundo encontro entre equipes de Série B a Chapecoense demonstrou maturidade e muita qualidade, tanto na parte física quanto na parte técnica.

O time está fechado em torno de um projeto maior. O grupo está querendo e quando isso acontece o jogo flui com naturalidade.

O resultado foi construído com absoluto merecimento.

Rodrigo Gral

Ele sabe muito. Saber atalhar os caminhos por força da idade que já é alta para o futebol é uma virtude. Rodrigo Gral sabe como poucos fazê-lo. Aliado a isso está à qualidade técnica intacta, viva, forte, como nos tempos da juventude. O que alguns jogadores precisam uma usina de força para executar, Rodrigo Gral, utiliza energia mínima, mas realiza jogadas luminosas. Marcou dois gols, jogou solidariamente o tempo todo. Foi efetivo como se esperava.

Foi o craque do jogo. E tinha gente duvidando da capacidade física dele. Fazer o que?

O Avaí             

Gastou muito para montar seu elenco. Gastou além da conta, diria, pois sabemos as condições financeiras complicadas do Leão da Ilha. Time de zaga fraca. De goleiro inexperiente. De pouca produção no meio de campo. Marquinhos Santos, sozinho, não carrega o piano.

Complicado.

Josué Annoni

Parabéns ao prefeito Miri, de Xanxerê, que em conjunto com sua equipe, realizou uma obra magnífica de recuperação do estádio municipal. No primeiro grande desafio o novo prefeito mostrou raça e determinação. Tem tudo para entrar para a história.

Positivo

A Chapecoense está voando. É complicado não ficar empolgado. Contra dois times grandes a Chapecoense foi muito superior. A seriedade do trabalho de Gilmar Dal Pozzo, no seu maior desafio profissional, está fazendo a diferença. O grupo gosta do seu comandante.

Negativo

Eu escrevi aqui neste espaço. O exercício de futurologia, de tentar adivinhar quem pode ser campeão antes de a bola rolar, não funciona.

Existem muitos fatores que devem ser analisados. Só no nome ninguém leva mais nada. É preciso transpirar e se inspirar para alcançar objetivos. No papel um time pode ser muito bom, mas este mesmo time pode ser um grande nada dentro de campo.

2 comentarios para “Que surra”

  1. rodrigo bueno disse:

    e segue a jornada de caca e desmatamento um coelho ja foi,o leao morreu com quatro flechada agora o indio larga a lanca e pega o machadinho…e a figueira que se cuide,pode vira lenha para nos assar o tigre e os outros bichinhos.kkkkkkk

  2. Douglas disse:

    O time todo ta jogando o fino da bola,e que baita surpresa esse lateral fabinho,joga muito!

Deixe um comentario