Por toda SC

Reflexos

Em outros tempos o Avaí não demoraria mais do que 24 horas para anunciar um novo técnico. Mal das pernas no Campeonato Catarinense. Setor financeiro debilitado. Mesmo sendo um clube de tradição, com torcida numerosa, sediado em uma capital, nem mesmo todos estes quesitos são capazes de derrubar o momento delicado por que passa o simpático time da Ressacada.

Desde a volta para a Série B o Avaí vive em um mundo de desencontros. Uma espécie de inferno astral.

Será preciso bem mais do que uma mudança no futebol para que o Avaí vire este jogo. Antes de vencer seus adversários em campo o Avaí precisa parar de perder para ele mesmo.

O tempo

Em menos de uma década as diferenças entre Avaí e Chapecoense minguaram. A Chapecoense era um time pequeno, desorganizado e de série nenhuma. O Avaí flanava suas belas cores na elite nacional. A Chapecoense estava lá, de portas abertas quatro meses e depois eram incertezas.

Hoje o que separa Chapecoense e Avaí é o número de títulos estaduais. Na série nacional se equivalem. A Chapecoense sobe e o Avaí desce. O segredo está no planejamento. O futebol não tem mais espaço para aventuras e para ações desmedidas. O Avaí está pagando a conta. A Chapecoense recebe benefícios.

No Vale

Enquanto isso em Blumenau a volta do BEC é uma realidade. Vai começar pela terceira divisão. Blumenau jamais abraçou de verdade o Metropolitano. Não existe espaço para dois. Se o BEC voltar forte, tchau Metropolitano. E o risco de dois quebrados também deve ser avaliado.

8 comentarios para “Por toda SC”

  1. Fabricio (Timbó) disse:

    Olá Fernando!

    A análise é esta ai mesmo.

    Abraço.

  2. Anderson disse:

    Avaí era o rico que gastou tudo desmedido, festa a vontade, e se quebrou….virou um mendingo, quebrado….nem o Silas consegue contratar…

    A Chapecoense por outro lado quieta, trabalhou sol a sol, fez sua poupancinha, casa arrumada, orçamento em dia, sem gastar a toa e começou a ganhar juros, dividendos do seu esforço e ficar em uma melhor situação financeira…..bem de vida…

    Essa é a realidade atual…..

  3. Rafael Luiz Giusti disse:

    O grande futuro para times médios como é a nossa realidade, é saber gastar o que tem e conseguir resultado som isso. Até o flamengo ta afundado em dívidas, tendo toda aquela cota de tv e a torcida que tem.

    Por isso, nós conseguindo um belo quadro societário e bons patrocinadores, temos tudo para ter um time estruturado, competitivo e quem sabe num futuro de 5 anos aproximadamente, em uma série A, tlvz não competindo por título na série A, mas fazendo belas companhas…..

    Só depende da cidade abraçar ainda mais a causa CHAPECOENSE e fazer este clube ainda maior.

  4. thiagao disse:

    Mas a chapecoense ainda está atras do avai… me corrija se estiver errado o avai possui CT e categoria de base forte, participando sempre de campeonatos a nivel nacional e possui estádio próprio o da chapecoense é do governo municipal. Mas como time.. atualmente a chapecoense é mais forte mesmo..

  5. Fabricio Rosso disse:

    Grande comentário Fernando.

    Assinou embaixo do que você comentou nesse post.

    E parabéns pela representação do Sindicato dos cronistas (Senão errei o sindicato) de SC. Merece.

    Abraço.

  6. fernando disse:

    Obrigado Fabrício. É Acesc Associação dos Cronistas Esportivos de SC. Um abraço.

  7. fernando disse:

    É verdade Thiagão. Porém, as dividas do Avaí estão bem crescidinhas. Só o presidente Zunino tem uma mega sena acumulada para receber relacionado a adiantamentos realzados.

  8. VOLPATTO disse:

    O Anderson falou exatamente o que aconteceu.

    Que o nosso Verdão continue com os pés no chão. Que nosso crescimento, se não for constante, seja permanente, e que não retrocedemos como outros grandes e médios clubes do Brasil.

    Abraço a todos e domingo que vença o melhor (ou seja, o Verdão!)!

Deixe um comentario