Arquivo para julho, 2013

Atitudes erradas e uma atuação vergonhosa da PM de SC

domingo, julho 14th, 2013

http://globoesporte.globo.com/sc/noticia/2013/07/assessor-desmaia-em-confusao-com-policia-apos-jec-x-chape-veja-video.html

Os fatos lamentáveis após o empate em 2×2 entre JEC e Chapecoense merecem atenção.

Quanto ao fato envolvendo o assessor de imprensa, Diego Carvalho, os exageros vieram de parte a parte.

Mente quem diz que Diego não estava credenciado, ele estava sim, tanto que utilizava o colete e tinha deixado sua credencial com o delegado do jogo. Estava apto a acessar o campo. Diego ainda é credenciado pela associação do RS. A arbitragem destaca que Diego reclamou de forma mais veemente no intervalo do jogo. Quem está credenciado não pode se dirigir a arbitragem em nenhum momento, a não ser para uma entrevista e se a arbitragem julgar conveniente. Relatos dão conta que Diego reclamou e forma acintosa.

Quem está credenciado não pode comemorar gols quando estiver no entrono do campo de jogo. A atitude é passível de retirada imediata do gramado. Não é permitido sequer comemorar o resultado, mesmo depois de encerrado o jogo. Diego comemorou e foi assinalado pela arbitragem.

Relatos dão conta de que Diego teria tentado reaver sua credencial na marra, após a ordem de Jefferson Schmidt, 4º árbitro, mandar recolhê-la, fato que teria gerado toda a confusão.

E por fim a maneira desastrada e desproporcional com que a Policia Militar atuou no caso. A forma como o policial aplica um mata leão, faz Diego desmaiar, quando ele já estava imobilizado, cercado por vários policiais, mostrou todo o despreparo do policial militar. Foi uma covardia, algo desnecessário e que merece punição interna.

Diego Carvalho, como jornalista e assessor de imprensa, necessita domar seu lado torcedor. Quando no exercício da profissão não é permitido nenhum tipo de manifestação, que não seja ligada apenas a informação. Critica pessoal e     comemorações não são permitidas. Mesmo que algum desacato, no calor da discussão tenha acontecido, mesmo que limites tenham sido ultrapassados, nada justifica a forma como a Polícia Militar atuou no caso, com extrema truculência e tratando o assessor de imprensa da Chapecoense como se fosse um marginal de alta periculosidade. Erros aconteceram de parte a parte, todos devem realizar uma avaliação. As imagens que estão à disposição na internet são chocantes. Diego merecia, quem sabe, ter sua credencial retida e uma anotação feita na súmula, mas jamais ser tratado com foi, como um bandido, que saiu da Arena Joinville em um camburão da PM.

Fora as agressões que sofreu. Uma lástima.

Um momento de vergonha para a Polícia Militar de SC.

Problemas e soluções

sexta-feira, julho 12th, 2013

Treinamentos abaixo de chuva. Dias de muita umidade.

Trocas bruscas de temperatura, muito aeroporto e avião, nem mesmo os atletas estão a salvo de um resfriado.

Jogos em sequência exigem muito da parte física.

Na Chapecoense Fabiano e Wanderson, justamente a dupla de maior regularidade e que dificilmente fica fora de algum jogo, foi derrubados pela gripe (Wanderson) e por uma lesão na coxa (Fabiano).

Com isso, Anderson Pico, está finalmente liberado pelo departamento médico e por Anderson Paixão e desta forma compõe o grupo que está em Joinville.

Problemas sérios para Gilmar Dal Pozzo.

Tanto Fabiano (foto), quanto Wanderson são titulares absolutos nas suas posições. Peças de reposição existem, mas mexe bastante na estrutura de time.

Será um jogo em que o elenco terá de mostrar que realmente pode suprir duas faltas tão significativas.

Opções existem, mas a capacidade de escolha de Gilmar Dal Pozzo será testada com alto nível de exigência.

Anderson Pico pode ser lançado desde o início na ala direita. Por ser ambidestro, tem a capacidade de jogar nas duas alas, mesmo sendo à esquerda a sua especialidade, porém, não é jogador para 90 minutos.

Para a vaga de Wanderson o normal seria a manutenção de Diego Felipe, que teria de jogar mais atrás, na primeira função, deixando para Paulinho Dias a armação. Ou ainda pode optar por Glaydson.

As opções existem, mas o fato é que a Chapecoense não terá sua força máxima em Joinville.

Foto – Sirli Freitas – Diário catarinense. 

A tabela detalhada

sexta-feira, julho 12th, 2013

A CBF finalmente conseguiu detalhar mais cinco rodadas e desta forma a capacidade de organizar a logística de viagens acontece efetivamente.

Na rodada 11 a Chapecoense jogará contra o Ceará, no Castelão em Fortaleza, as 19:30 horas do dia 30 de julho, uma terá-feira.

Na rodada 12 o jogo será no Recife, as 16:20, sábado 03 de agosto, contra o Sport na Ilha do Retiro.

Já na rodada 13, a Chapecoense volta para casa para encarar o Atlético/GO, em mais um jogo as 19:30, em uma terça-feira. 06 de agosto.

Para a rodada 14 a Chapecoense joga na tarde de um sábado, 10 de agosto, as 16:20.

E na rodada 15 a Chapecoense volta para o Nordeste, quando jogará no RN, dia 13 de agosto, contra o América de Natal, em Ceará Mirim, no estádio Manoel Barreto.

Quando encerrar mais esta perna da competição a aproximação com a metade do calendário nacional estará estabelecida. Neste ponto a Chapecoense já poderá ter quase confirmada sua manutenção na B de 2014 e poderá deflagrar a segunda parte do projeto que é o acesso a Série A. Não será fácil, mas é possível sim.

LINK: http://imagens.cbf.com.br/201307/927704256.pdf

Respeito e concentração

quinta-feira, julho 11th, 2013

Não foi diferente nas outras sete rodadas, mas notadamente para este jogo contra o Joinville a Chapecoense está adotando um tratamento diferenciado.

Muito respeito e uma concentração ampliada.

Tenho a certeza, assim como tem o torcedor, de que este será o jogo mais complicado até aqui. É contra o vice-líder e contra um Joinville renovado em relação ao Campeonato Catarinense e com mais eficiência ofensiva.

O Joinville precisa dar uma resposta ao seu torcedor, após o tropeço frente ao Sport em casa, e a Chapecoense, justamente ela, aparece na sequência de jogos em casa.

Com este jogo, agora sim, Joinville x Chapecoense ganha à conotação de um clássico. A força do futebol de SC está muito bem representada e hoje são as duas equipes interioranas que carregam o melhor futebol do nosso Estado.

Sem desmerecer, mas apenas sendo realista, as equipes de Florianópolis, estão na mesma divisão, mas com futebol inferior, é só ver os rendimentos.

A Chapecoense vai atuar de forma diferente em relação ao jogo de Itápolis. Os espaços que existiram lá na primeira etapa não serão repetidos, tenho certeza. Com uma linha forte de quatro zagueiros, com dois atuando pelas alas, com uma meia cancha marcadora, com uma armação mais qualificada com a presença de Paulinho Dias ao lado de Athos e com a força de ataque de Bruno Rangel (foto), muito motivado para este jogo e Fabinho Alves, teremos um jogo de muita pegada, já que o Joinville é muito bom e tem Lima novamente ligado.

Jogo de alta qualidade e de muita exigência para a arbitragem, que terá o perigoso Rodrigo D’alonso Ferreira no apito.

Foto – Aguante Comunicação/Chapecoense. 

Uma boa coletiva

quarta-feira, julho 10th, 2013

Na entrevista coletiva de ontem, o comandante da Chapecoense começou avaliando as dificuldades do último jogo contra o ASA e a transição das jogadas que não evoluíram de forma adequada, principalmente nos 20 primeiros minutos, segundo ele. Na verdade avalio como um primeiro tempo de dificuldades e uma segunda etapa bem melhor.

Quanto ao adversário de domingo, o Joinville, Dal Pozzo disse que em uma comparação com o time do Campeonato Catarinense, ele está melhor, principalmente, segundo o técnico, a melhora do atacante Lima que subiu muito de rendimento.

Quanto ao time da Chapecoense o que pode acontecer é a entrada desde o início de Paulinho Dias no lugar de Diego Felipe, dando maior mobilidade ao meio de campo, mas de resto deve ser o mesmo time que enfrentou o ASA, ou seja, com Tiago Saletti na ala esquerda, para que o time ganhe em marcação.

Foi perguntado sobre se ele teria recebido uma proposta do Atlético Paranaense que demitiu seu técnico nesta semana. Foi enfático ao dizer que não recebeu nenhum contato. Ou seja, assunto encerrado.

Rafael Lima também participou da coletiva. Sobre Dão, que será novamente seu parceiro na zaga, ele fez questão de enaltecer a qualidade do colega, mostrando sintonia, não somente com ele, mas com todas as opções. Analisou também a capacidade do atacante Lima do JEC. Disse ser ele um dos melhores atacantes da B, mas que não terá vida fácil no sábado à tarde. Sobre objetivos da temporada salientou que a primeira meta é ficar na B e somente depois pensar em acesso, com pés no chão e nada de deslumbramento.

 

Moendo

sexta-feira, julho 5th, 2013

ASA 0×2 Chapecoense

A Chapecoense não jogou bem a primeira etapa e levou um sufoco que ainda não havia levado na Série B, mas sustentou o importante empate.

No intervalo o técnico Gilmar Dal Pozzo soube mexer na equipe e acertou em cheio na troca de Diego Felipe por Paulinho Dias, com isso a Chapecoense ganhou em mobilidade, deixando Athos atuando na dele, na criação de qualidade.

E aí a Chapecoense foi cirúrgica, matou o jogo em duas bolas e determinou mais uma vitória que mantém a Chapecoense na liderança, com a exuberante campanha de sete jogos com seis vitórias e um empate.

Era um jogo de dúvidas, Pouco conhecimento do adversário e o primeiro jogo em Alagoas.

Nitidamente o primeiro tempo mostrou que as dúvidas existiam.

Porém, na segunda etapa, já dona de muitas informações, o elenco soube ler bem a primeira etapa e desta forma neutralizou as boas jogadas do ASA e com isso a superioridade se efetivou.

Outro ponto positivo, mais uma vez, foi à preparação física da Chapecoense que sobrou e fez sim a diferença,

Equipe madura e que se mostra encaminhada sim para imaginar mais do que apenas se manter.

É importante manter a humildade, mas não se pode tirar do torcedor este sentimento magnífico de ser o melhor da Série B, com 90% de aproveitamento.

Coisa linda Verdão!

 

Vem pra Caixa

quinta-feira, julho 4th, 2013

Na manhã de hoje, recebemos na Rádio Chapecó AM 1330, uma ligação do deputado federal Pedro Uczai (PT), dando conta de que o anuncio oficial do patrocínio da Caixa para a Chapecoense pode acontecer nas próximas horas.

Nesta manhã o deputado esteve reunido com a direção nacional da Caixa, quando deliberaram sobre o assunto.

É uma tratativa que iniciou ainda no ano passado e que foi conduzida com muita competência, seja pela diretoria da Chapecoense ou pelas forças políticas de Chapecó.

Os valores ainda não foram oficializados, mas com certeza é um montante significativo, que dará a Chapecoense maior poder de investimento.

Chapecó representa uma praça muito importante para a Caixa. A parceria entre Prefeitura Municipal e Câmara de Vereadores já existe há algum tempo, a Chapecoense tratou de entregar toda a documentação necessária para provar sua saúde financeira e fiscal, ou seja, é apenas aguardar o momento para que a oficialização aconteça.

Outro segmento que merece reconhecimento é a superintendência da Caixa em Chapecó que foi decisiva para o andamento do processo.

Quando todas as forças convergem para um mesmo lado, o positivo, as coisas acontecem.

Pedro Uczai fez questão de destacar na sua entrevista a Rádio Chapecó AM 1330 a colaboração de todos, indistintamente.

Méritos também a classe empresarial de Chapecó, através de suas associações, que abraçaram a causa e deu ainda mais vigor a solicitação.

A retomada da Série B

segunda-feira, julho 1st, 2013

Após a parada obrigatória para a Copa das Confederações a Série B retoma atividades. Nesta terça-feira dois jogos: Bragantino x América/RN e Paysandu x Guaratinguetá. Ambos às 21 horas.

Independente dos resultados dos dois jogos a Chapecoense seguirá líder e vai defender a ponta no jogo de sexta-feira às 21 horas contra o ASA em Arapiraca, Alagoas.

Na avaliação do presidente da Chapecoense, Sandro Pallaoro, a parada foi positiva, seja para recuperação de atletas ou mesmo pela folga de uma semana, para que todos pudessem ficar mais próximos das famílias e dos amigos.

Agora serão 32 jogos em sequência, com longas viagens e o desgaste natural de toda a movimentação, dentro e fora de campo.

As rodadas estão definidas apenas até a 10ª rodada, necessitando ainda que se estabeleçam datas e horários para as demais, o que não deve demorar a acontecer.

A volta para casa, sempre bom lembrar, fica para o jogo contra o América Mineiro, em um sábado, dia 20 de julho às 16:20 e no dia 27 de julho, no mesmo horário, contra o Avaí.

Dos quatro jogos que a Chapecoense terá pela frente até a 10ª rodada, o teoricamente menos complicado, olhando rendimento na tabela, será justamente contra o ASA. Depois será a vez do Joinville, na casa deles, time que está hoje a um ponto da Chapecoense. O América Mineiro é time de pegada e de muita força, e está hoje no G4 com 12 pontos, quatro a menos do que a Chapecoense. O Avaí tem o mesmo rendimento do ASA, mas mudou de técnico e carrega, assim como contra o Joinville, a força de um clássico regional. Dos quatro jogos, três serão muito complicados e contra o ASA é em Alagoas, terreno nunca dantes explorado. Provas de fogo para o líder.