A realidade dos fatos

Por não ter realizado uma primeira fase com a regularidade planejada, a Chapecoense acabou ficando fora do quadrangular.

Resta agora o último ato antes de apagar as luzes do Campeonato Catarinense de 2014, o pior das últimas temporadas, seja pela qualidade técnica em campo, pelo desastre que foi a arbitragem, pelo regulamento ridículo e pelo desempenho da Chapecoense, que foi enfadonho, por todos os enfrentamentos e acusações, muitas delas levianas, que surgiram entre diretoria/elenco e a imprensa local.

Os meses de janeiro, fevereiro e março foram duros no relacionamento profissional e pessoal. Mas passou.

A intenção da diretoria era outra, o planejamento apontava outra direção, mas o planejado ruiu e uma nova rota foi traçada e novos investimentos aconteceram e outros ainda serão realizados.

A Chapecoense do Campeonato Catarinense fecha seu ciclo na tarde de sábado frente ao Avaí no último jogo do hexagonal.

A Chapecoense planejada para a Série A ainda está sendo montada e tem pouco tempo para unir as peças e fazer o time render o mais rápido possível.

O que foi observado faz parte do passado.

O que teremos pela frente é uma grande novidade e como todas elas, chega carregada de expectativas e com um imenso ponto de interrogação.

Vai com Deus Catarinão 2014. Bem vinda Série A, sua lindona!

É decisão

Para a Chapecoense o jogo  frente ao Avaí tem clima de decisão e já está sendo encarado desta forma faz algum tempo.

Gostei da postura adotada pelo departamento de futebol, pela comissão técnica e pelo elenco, que sempre declarou ser importante conquistar a vaga para a Copa do Brasil, sem desanimar como o Avaí.

Não se trata de premio de consolação, mas sim uma autoimposição do elenco para fechar a temporada com dignidade, longe do título, mas muito mais longe ainda do rebaixamento.

A aproximação com a Série A determinou uma nova postura em vários atletas. O rendimento aumentou, alguns nomes se firmaram e outros apenas afirmaram não ter a capacidade de enfrentar uma Série A.

A decisão de hoje frente ao Avaí traz uma vaga para a Copa do Brasil, a Taça SC e uma promoção de ingressos atraente, além de ser o último jogo antes da estreia na Série A.

Os fechamentos de ciclos são sempre muito marcantes. Que este período passe a chave nos momentos ruins e que represente o inicio real do maior momento na história da Chapecoense. Na retórica e na prática.

Deixe um comentario