Arquivo para agosto, 2014

Faltou qualidade

domingo, agosto 10th, 2014

Chapecoense 0×1 Figueirense

Foi o pior jogo da Chapecoense com o comando de Celso Rodrigues. Primeiro erro foi escalar Neuton na ala esquerda.

Taticamente as duas equipes produziram um espetáculo de péssima qualidade. No meio de campo a entrada de Zezinho não surtiu o efeito e a criação da Chapecoense foi de uma pobreza franciscana.

Uma bola decidiu o jogo. Em jogos ruins, normalmente é assim, uma jogada, um momento de desatenção e pronto, está decidida a situação.

O que mais me impressionou foi à confusão tática das duas equipes. Olhando de cima, da cabine de transmissão da Rádio Chapecó AM 1330, o que se via era um bando de gente correndo atrás da bola, sem guardar posições, sem privilegiar a organização e apenas na base da superação.

Na Chapecoense a criação falhou e o ataque morreu de fome. Bruno Rangel passou em branco mais uma vez.

O resultado foi justo e não merece reparos.

O projeto de conquistas sete pontos em nove disputados em casa se transformaram em quatro, pouco e deixa a Chapecoense a apenas dois pontos da zona de rebaixamento.

Uma reflexão é necessária neste momento. Questionamentos deverão acontecer e não apenas avaliar como uma derrota normal. A Chapecoense perdeu para um adversário direto e isso é um péssimo negócio.

 

Tchau, Rodrigo Gral

sexta-feira, agosto 8th, 2014

O sonho do atleta era ser campeão pela Chapecoense. Bateu na trave, mas comemorou o acesso inédito a Série A. Marcou muitos gols na temporada passada, foi importante em muitos momentos, emprestou sua experiência ao futebol da Chapecoense, mas na tarde de hoje o vinculo profissional foi definitivamente rompido. Rodrigo Gral não é mais atleta da Chapecoense.

Particularmente esta temporada foi terrível para ele. Jogou pouco, sofreu uma lesão e se distanciou da condição de atleta de alto nível.

A verdade é que não havia mais clima para ele continuar e desta forma, diretoria e o atleta chegaram a uma decisão madura e o contrato foi rompido.

Entregaram uma placa, choraram e se elogiaram. E a vida segue. Não se trata de uma aposentadoria. Rodrigo disse que seguirá jogando, ou seja, entre ele a Chapecoense não havia mais nada. Antes da briga, uma “separação amigável”. Fim.

 

FOTO – Cleberson Silva/Chapecoense. 

Momento e favoritismo

sexta-feira, agosto 8th, 2014

O momento da Chapecoense é muito melhor que o do Figueirense, dentro e fora de campo.

Fora dos gramados a Chapecoense tem suas contas em dia, sem dívidas, está sossegada e com poder de investimento em um CT.

O Figueirense, através de seu presidente, se movimenta atrás de antecipação de recursos, que seriam capazes de amenizar o peso de uma divida monstruosa herdada e de difícil administração.

Dentro de campo a Chapecoense conseguiu encontrar um bom padrão de jogo. A união entre em Celso Rodrigues e o elenco está sólida e o trabalho está sendo muito bem realizado.

O Figueirense tem a novidade da chegada de Argel Fucks. Técnico motivador e que faz a turma sair da zona de conforto e sabe identificar traíras na lagoa. Vem de uma ótima vitória, mas ainda está em um estágio mais atrasado em relação à troca feita na Chapecoense.

Na comparação entre os elencos eu tenho a convicção de que a Chapecoense é mais completa e tem mais qualidade, mas nada muito acintoso.

Vejo a Chapecoense como favorita para o jogo. Joga em casa, vive melhor momento, está mais compacta e extremamente motivada. Evidente que os fatores positivos não garantem vitória, mas eles precisam ser reconhecidos.

Não será jogo fácil. O Figueirense sabe o tamanho da importância de uma vitória que pode fazer a diferença lá na última rodada.

Já a Chapecoense precisa se impor e fazer valer o fator local. Grande jogo!

O próximo desafio

quinta-feira, agosto 7th, 2014

Domingo de Dia dos Pais com Chapecoense e Figueirense se enfrentando em um momento importante da competição.

A Chapecoense fora da zona de rebaixamento. O Figueirense está na zona de rebaixamento e distante cinco pontos da Chapecoense.

Na briga pela manutenção na Série A, Chapecoense e Figueirense travam uma batalha particular e jogam um campeonato diferente com outros pares.

Será um jogo duríssimo, principalmente pela situação que vive o adversário e pela presença de Argel Fucks (foto) no comando do Figueirense.

Com todo o respeito que sempre deve ser dirigido aos adversários, mas a Chapecoense é favorita sim e está em momento muito melhor.

Estou curioso em relação ao comportamento de Argel Fucks. A negativa pública da diretoria da Chapecoense em contratá-lo para ser técnico e a vontade pública demonstrada por ele em comandar a Chapecoense, certamente servirá de motivação ao profissional que terá seu desejo de vencer potencializado. A reação é natural.

Jogo que exigirá muito da arbitragem e que vai mexer muito forte com as duas torcidas.

De todos os jogos aqui realizados na sequencia de três, que já tem uma vitória contra Flamengo e um empate com o ótimo Atlético-MG, este contra o Figueirense é o mais importante de todos.

Jogo que pode fazer a diferença ao final da competição.

 

E segue a caminhada

segunda-feira, agosto 4th, 2014

Na quarta-feira a Chapecoense recebe a “barbadinha” do Atlético-MG. Os caras são os campeões da Recopa. Um baita time!

No Domingo dia 10 de agosto será a vez de receber o Figueirense em um jogo com forte apelo regional, com Argel Fucks no comando, queimado com a Chapecoense e embalados pela recente vitória.

Dia 17 de agosto, será a vez de visitar a boa terra, Salvador na Bahia, para enfrentar o Vitória no famoso Barradão.

À volta pra casa será imediatamente na quarta-feira, dia 20 de agosto, quando a Chapecoense recebe o Fluminense.

Nada de moleza, pois é pegar o avião e se mandar para o Rio de Janeiro, pois será lá no Maracanã que a Chapecoense jogará no dia 23 de agosto, um sábado, contra o Botafogo.

Em uma semana, no outro domingo, dia 31 de agosto, será a vez do Mineirão, mais um estádio de Copa do Mundo, para o jogo contra o líder Cruzeiro.

Abrindo o mês de setembro será a vez de receber na nossa Arena o sempre indigesto Goiás. Dia 06 de setembro, sábado. E desta forma estará fechado o returno.

A abertura do returno também já está marcada pela CBF.

O jogo contra o Coritiba será no Couto Pereira, dia 10 de setembro, uma quarta-feira.

São as datas definidas pela CBF em conjunto com a TV.

Molezinha, não é?

 

http://www.cbf.com.br/competicoes/brasileiro-serie-a/equipes/2014?c=20086#.U9_qEPldV34

Uma vitória marcante

segunda-feira, agosto 4th, 2014

Chapecoense 1×0 Flamengo

Foi uma vitória sem sustos. A Chapecoense foi melhor do que o Flamengo e sempre mereceu sair vencedora.

A Chapecoense não se intimidou com a camisa do Flamengo do outro lado e demonstrou ser uma equipe com personalidade formada e que não se encolhe frente a nomes, sejam de equipes, técnicos ou jogadores.

A Chapecoense marcou seu gol muito cedo, logo aos sete minutos, dando uma dinâmica diferente ao jogo e obrigando o Flamengo a buscar alternativas diferentes que, aliás, não conseguiu encontrar nada de positivo.

A Chapecoense marcou com muita qualidade, fechando espaços, ocupando melhor os espaços e desta forma não deu liberdade para o adversário jogar.

O público ficou abaixo do esperado. Foram 13.107 presentes para uma renda de R$ 272.065,00, números que poderiam ter sido mais generosos devido à grandiosidade do encontro, mas que encontrou um inicio de mês e ingressos com preços salgados.

Já na quarta-feira tem nova peleia. Estará aqui o Atlético-MG que recentemente conquisto a Recopa.

Com certeza, a Chapecoense já está sendo vista com outros olhos, com olhares mais atentos e menos preconceituosos.