O Metrô nos trilhos

Pois o Metropolitano de Blumenau resolveu mostrar suas qualidades no Campeonato Catarinense.

A vitória por 2×1 sobre o Avaí na Ressacada deixou claras as virtudes do time do Pingo e evidente, também mostrou suas fragilidades.

O toque de bola é sempre uma marca das equipes treinadas por Pingo. Ele gosta da bola de pé em pé, deixado o futebol bonito, mas nem sempre eficiente. Muitas vezes os jogadores pecam pelo excesso.

Não se pode deixar o Metropolitano sem marcação no seu campo. É preciso encurtar o gramado e marcar a saída de bola com eficiência. Se deixar jogar eles tomam conta de todo o campo.

O Metropolitano também sabe chutar de média distância, é preciso tomar cuidado.

De resto é uma equipe sem grandes nomes, mas bem treinada e organizada em campo. Eles precisam ser pressionados, caso contrário, se sentem bem à vontade.

Um paradoxo é que Pingo gosta mais de jogar fora do que no estádio do SESI (foto), pois segundo ele em casa o gramado é péssimo, o que é verdade, e os reclames são muitos por parte dos torcedores.

Metropolitano e Chapecoense jogam às 16 horas de domingo em Blumenau.

Deixe um comentario