Cobranças

O empate em 0×0 entre Joinville e Chapecoense desencadeou uma série de cobranças por parte da crônica esportiva e torcedores.

O resultado no contexto do campeonato foi bom, mas a forma como ele foi concebido deixou o torcedor preocupado e reforçou a tese de alguns colegas da crônica que vem apontando queda de rendimento.

O vice-presidente de futebol da Chapecoense, Mauro Stumpf, em sua entrevista após o final do jogo, jogou ainda mais combustível na discussão. O que, aliás, foi muito bom!

O próprio técnico, Vinicius Eutrópio, reconheceu que a apresentação foi ruim e destacou os erros de passes como o grande responsável pela apresentação sem qualidade.

Na verdade, Vinicius cometeu um equivoco ao escalar um meio de campo com muitos marcadores e nenhum articulador. Ele tentou mais uma vez dar a Richarlyson a condição de condutor das jogadas e mais uma vez fracassou.

A viagem para Tocantins poderá servir de ambiente ideal para boas conversas e para a tomada de algumas decisões, como a de reformular ideias e até quem sabe antecipar contratações.

Os números da Chapecoense seguem muito bons. Já são 12 jogos realizados e apenas uma derrota contabilizada. Não perdeu fora de casa. A derrota foi aqui e justamente para o Figueirense.

Na comparação geral, nos pontos corridos, a Chapecoense soma 25 pontos contra 26 do Figueirense.

A Chapecoense pode mais.

9 comentarios para “Cobranças”

  1. Silvio SZ disse:

    Assistir um jogo do Figueirense depois de ter assistido um da Chapecoense, é de se arrancar os cabelos de raiva.

    Quanta diferença. Figueira jogando pra cima e rasgando o adversario desde o primeiro minuto.Jogadores incansaveis.
    Já a Chape, tocando a bola pra fazer o tempo passar e qdo surge a oportunidade de gol, puxa o freio de mao.

    Que o diga Roger numa bola mal atrasado pelo JEC, deu tempo do goleiro deles sair depois e chegar antes do Roger.
    Tem coisa errada no vestiario.

    O culpado deve ser o roupeiro, em vez de entregar as chuteira da dando chinelinho, salto alto . etc

  2. Moraesão disse:

    A Chapecoense deixou de ser Chapecoense. Sempre o que caracterizou nosso time foi a raça, a vibração, a garra, a vontade e a gana de vencer…isso fazia da Chapecoense a Chapecoense. Hoje o time parece um bando de come e dorme, sem tesão, a bola passa do lado e o cara fica olhando….notem o richarlison, o adversário passa com a bola do lado dele e ele sequer espicha o pé para tentar desarmar, deixa o cara passar e volta caminhando pelo campo.

    O time da Chapecoense não é ruim, tenho certeza que vai chegar na final, mas hoje o melhor time é o figueirense….esses nossos jogadores deveriam ganhar de castigo assistir aos jogos do figueirense, para apreender como um time vencedor deve se portar. Sim, porque existe bons times e times vencedores, mas o que fica na história é o time vencedor. Vocês acham que daqui a 10 anos as pessoas vão lembrar da chapecoense que fez uma excelente série B em 2013 com o artilheiro Bruno Rangel ou do Joinville campeão da serie B em 2014 e da série C em 2012. Um time se torna grande com conquistas e esse time da chapecoense acostumou-se a viver apenas de boas campanhas. Não queremos boas campanhas…queremos títulos! Queremos jogadores com raça que sejam vencedores, que entrem para o jogo como se fossem para uma batalha. Essa é a Chapecoense que aprendemos a amar e por quem sempre torcemos contra tudo e contra todos e é essa Chapecoense que queremos ver novamente.

    Só depende de vocês Jogadores! Serem vencedores ou perdedores!

  3. Juliano Menezes disse:

    Figueira tá jogando muita bola. E o Argel tem muita participação nisso. Baita técnico. Com ele, os come-dorme não tem vez. Acham que jogadores como Roger, Richarlyson se criam com treinador como o Argel? Jamais. O Roger não tem tesão nenhum em fazer gol. Vai caminhando pra jogada. O Richarlyson sai de campo com a camisa limpinha, não dá um carrinho pra tirar a bola do adversário. Piada de time. Se contar quantos passes a Chape dá no campo de defesa, bate recorde. Time preguiçoso. Se pegarem o Figueira jogando desse jeito, vão apanhar feito umas cadela

  4. Roberto disse:

    A questão é bem simples… foi montado um time de jogadores “rodados” que até tem bom potencial, mas a questão é a motivação… grande parte do grupo já está com a “vida feita” sem grandes anseios, sabedores que não podem ir muito além de onde estão, isso reflete na hora de uma dividida, na hora de dar um algo a mais, na hora de arrastar a bunda no chão. Nem todos, mas a maioria se encaixa neste perfil… Temos um Rafael Lima ganhando seus 80 ou 100 conto por mês, que por algum motivo sabe que não sai do time jogando bem ou mal (ontem até que jogou bem…) Um Apodi que na maior parte do tempo demonstra um desânimo e sabe que a Chapecoense é apenas mais um dos 400 times que já passou… um Vanderson, que até tá jogando um pouco, mas é a cara do desânimo… Um Richarlyson, que não precisa nem comentar… já tava aposentado e foi convencido a vir pra cá e mesmo sem jogar nada não vai sair do time… O Barbio que sempre por onde passou começa bem e vai caindo de produção a té ser encostado no banco… e Um Roger que tem 7 gols porque 3 foram de penalti e teve chançe de marcar uns 20, mas por pura displicência errou…
    Em resumo, o perfil que dá certo aqui é de jogadores que estão buscando algo melhor na carreira, que soam sangue pra se destacar… e estes aí, na grande maioria, só pensam no R$ do final do mês, pois sabem que depois daqui vão pra outro lugar ganhando a mesma coisa…
    Alguns se salvam, mas a “espinha dorsal” considerada titular não tá nem aí…
    E faltou falar do Hyoran.. o novo Fabiano que temos que engolir…

  5. Roberto disse:

    Ah, e nosso presidente falou aos 4 ventos que o Marcelinho Paraíba não serve pra Chapecoense… o Rycharlison que serve né Palaoro?

  6. Laercio disse:

    Vc disse que não era pra cobrar e agora?

  7. Laercio disse:

    Vc tb escreve baboseira.

  8. Silvio DC disse:

    Fernando… Não sou muito de encontrar defeitos na Chape quando ela não joga bem e nem de ficar elogiando quando o time joga bem. Mas essa história de problemas de vestiário pode ser verdade.
    Veja a entrevista do Eutrópio no final do jogo do JEC. Ao ser questionado sobre o Richarlyson, o Eutrópio falou que ele estava parado, precisa entrar em forma e ganhar ritmo de jogo.. Oras.. Se um jogador está parado por muito tempo, o que ele mais precisa é de treino. O Richarlyson chegou na Chape, ganhou a camisa 10, virou titular sem merecimento, e não sai do time de jeito nenhum. Sorte que o Ronan deu uma ajuda e tirou ele do jogo do Metrô, e o Eutrópio vai ser obrigado a tirar do time..
    Fora isso, são outros jogadores que não estão merecendo a titularidade, e sempre têm a sua vaga no time ou entram no jogo e não ajudam em nada o time. É claro que este tipo de atitudes vão desmobilizando os jogadores da Chape e irão causar problemas de vestiário.
    Veja o Maranhão. Não é nenhum craque, mas no momento está jogando mais do que o Hyoran e o Richalyson. Ele está em forma e precisa de ritmo de jogo. No jogo do JEC o time não precisava só de um bom passe como o Eutrópio comentou. O Time precisa também de jogadas Individuais como foi a entrada do Maranhão no jogo do Inter de Lages.

    Diretoria, Maninho e Cadú precisam conversar com o Eutrópio antes que não perca a mão do time.

  9. Tiago disse:

    O time tem potencial pra jogar mais, muito mais, porém está em uma zona de conforto perigosa, precisa correr mais e isso é fato. Agora dizer que esses jogadores não servem pra Chapecoense é meio que demais, só perdemos 1 até agora, os resultados são muito bons.
    Mas repito, precisa sair dessa zona de conforto urgente.

    A outra coisa, pode fechar as categorias de base da chape, nenhum jogador criado aqui vai prestar.

Deixe um comentario