A procura de uma explicação

Quando as coisas vão mal sempre tentamos buscar uma explicação para a maré ruim.

O importante é ser sincero e jamais esconder a realidade.

O que estaria acontecendo com a Chapecoense em seu rendimento em campo?

Nos últimos oito jogos, nenhuma vitória e a entrada na zona de rebaixamento.

O limite foi alcançado. Os dirigentes dizem que o grupo está fechado, que não existe nenhum problema interno, que os valores dos prêmios estão fechados desde o inicio da temporada e que salários estão rigorosamente em dia.

Acredito em cada uma das palavras, pois a diretoria da Chapecoense tem crédito de sobra.

Estaria faltando um estímulo a mais? O grupo receberia bem um aumento de prêmio em caso de não rebaixamento? Traçar uma meta com um saco de dinheiro lá na ponta para que o mais rápido possível se alcance a pontuação necessária para escapar do rebaixamento, seria uma iniciativa válida?

Eu tenho certeza que sim.

O grupo caiu de rendimento, enquanto que os concorrentes melhoraram. A troca de técnico ainda não pode ser medida se foi boa ou ruim. O certo é que o time está se arrastando e esse papo de vamos erguer a cabeça, trabalhar e buscar os resultados e conversa mole.

Está na hora de colocar cada ponto e cada vírgula nos seus lugares. Ficar se iludindo de que não tem nada de novo a ser feito vai levar a Chapecoense para o buraco.

Contratar não é mais possível, então será na base do dinheiro mesmo que as coisas vão acontecer. Que se estabeleça um prêmio especial. Alcançado o objetivo, em dezembro manda 95% embora. É assim mesmo que funciona, não adianta se iludir.

 

12 comentarios para “A procura de uma explicação”

  1. Cristiano disse:

    Acredito que o crédito da diretoria ja acabou , vamos para de passar a mão na cabeça deles e dizer “amém” para tudo , ou assumimos que queremos crescer ou vamos ser pequenos sempre . . .
    è claro que temos uma diretoria séria e isso ninguem duvida , agora como torcedores e principal cliente do clube , temos sim que cobrar com veemencia . . .

  2. Guilherme Avaiano disse:

    Amigos do oeste, embora as premiações sejam acertadas antes do início do campeonato, se os jogadores pedirem um aumento no meio da competição é melhor negociar do que negar, pois se negar já era…..

  3. Florianópolis/Chapecó disse:

    sabe oque aconteceu com nossa diretoria………. voces todos sabem…….

  4. Fabricio ccó disse:

    O que esta acontecendo é que o time fez 28 pontos no turno contando com a sorte e incompetencia dos adversarios. Partidas que jogou bem foram poucas. Grêmio, Flu, Atletico Mineiro e só. No mais foram atuações ruins ou que o time vencia sem convencer mas o Eutropio desviava o foco sempre nas coletivas. O futebol jogado agora nao evoluiu enquanto os adversarios melhoraram e os resultados sumiram.

  5. Luciano disse:

    Pois a campanha parecia muito boa com 28 pontos no primeiro turno. Pois agora temos 31, exatamente a pontuação que tínhamos ano passado na mesma rodada. Então o sofrimento será até o final… oremos.

  6. Alecsandro disse:

    Infelizmente é isso mesmo Fernando, a diretoria vai ter que “motivar” o grupo de jogadores, também não vejo outra saída.
    Depois do campeonato, aí eles sabem muito bem o que fazer… aliás, já sabiam o ano passado, e fizeram vistas grossas para muitos que hoje ainda aí estão…

  7. Fabio disse:

    Acho que o novo técnico ja deve ter percebido a robada que ele entrou.

  8. Samair disse:

    Aconteceu o que a gente temia, a sorte acabar….

  9. Tiago disse:

    Precisa de duas coisas, mais vontade dos jogadores e a arena parar de ser um campo neutro, como foi até agora. Mobilização geral ou série B.

  10. Aloísio disse:

    Olha só Fernando, sou torcedor do Leão da Ilha, e nunca vi com bons olhos essa história de prêmio para os jogadores.
    Lá (nos antigamente) no passado era aceitável, afinal se jogava pela camisa, pela raça, pelo prazer de jogar e de vencer e os jogadores ganhavam muito mal, alguns até trabalhavam em empresas para poderem se sustentar.

    Os jogadores de hoje não passam de “crianças malcriadas” revanchistas (salvo exceções).
    Creio que os clubes deveriam ser mais seletivos, levar em conta também o caráter dos jogadores.
    O Avaí de 2013/2014 e até no catarinense de 2015 teve muitos problemas com jogadores. Hoje se não está o que nossa torcida gostaria, mas já há um caminho iniciado.

    Mas o que quero dizer é que ao invés de dar mais prêmios (eles já recebem e não dão retorno), acredito é que deveria ser estipulado “cobranças, descontos”, principalmente o não pagamento do chamado prêmio diante de resultados negativos. Eles (os jogadores) já estão devendo, receberam prêmios e não corresponderam, “não estão nem aí”. ´Como dizem os “Manezinhos da Ilha”,SE É QUE ME ENTENDES.

    Abraço!

  11. 95% incluindo a Diretoria, isso é, fica só os gandula e os maqueiros, é verdade chega de passar a mão na cabeça da Diretoria, o torcedor não é burro, já fez a parte dele, só me falta agora dizer que a culpa é da torcida, campo neutro ? É pra caba mesmo, os jogador não fazem 10% do seu dever……..

  12. Tiago disse:

    Por isso que falei duas coisas. E se você já foi em algum jogo na arena sabe do que estou falando.

Deixe um comentario