Bacana, bacana, bacana…

Chapecoense 3×2 Cruzeiro

 

Vamos começar pelo resultado. De grande importância.

A vitória da Chapecoense foi muito além de um triunfo, representa o começo de uma nova fase.

Novamente houve um gol sofrido primeiro. Sofrência!

O empate, a virada, novo empate e o placar final.

O resgate da Arena Condá é importante.

A vitória em estreia de técnico e com afirmações individuais é ainda mais significativo.

Gostei em ver a vibração de Caio Júnior a beira do gramado. Um começo de identificação com o torcedor.

Feliz me vi ao comemorar um gol de Silvinho. Batalhador e detentor da confiança de quem manda na casa. Bom!

Feliz me vi ao comemorar aos pulos o gol fatal, determinante, de Kempes. Outro boa gente. Dois gols de pessoas que aqui chegaram carregando a faixa de rebaixados com o Joinville. Aqui foram campeões e estão sendo determinantes para a campanha afirmativa da Chapecoense.

Como é bom e importante ver e saber que a Chapecoense pode até sofrer gols, mas sabe reagir e marcar outros tantos.

Está na cara que Ananias, Gil, Josimar e Cleber Santana se completam.

É certo que a sombra dos goleiros lhes fazem bem. É correto escrever que Kempes faz bem a Bruno Rangel.

Como é bom ver Rafael Lima ser ele mesmo. O líder.

A bola parada de Arthur Maia me fez sonhar com situações futuras decisivas.

O meu time. O teu time, o nosso time, não se acomoda!

Vitória grande, contra time grande e na hora exata, na transição.

Sempre acreditei no elenco e sempre cravei que é o melhor montado até aqui.

Baita vitória!

6 comentarios para “Bacana, bacana, bacana…”

  1. Augusto disse:

    Que é isso! Que jogão de bola!! Seria mt injusto se não vencessemos. Time foi mto bem. Rafael Lima voltou a ser o velho Rafael Lima. Silvinho merece o gol mais do que ninguém, o cara luta o jogo inteiro, tá marcando, atacando, driblando… dá gosto ver jogar. Parabéns ao Kempes tb, quem sabe pode começar de titular as vezes, ele é mais brigador que o Rangel. E grande estreia do Caio, ele tá motivado. Prevejo um ano histórico.

  2. Mateus PG disse:

    Jogos como esse e as situações que você descreveu ai nos arrepiam, Fernando. Esse clima é bom. Tenho muita esperança nesse grupo e no novo treinador, que, se estiver motivado e determinado, pode fazer um ótimo trabalho. Ainda preocupa um pouco as laterais, pois ao meu ver são o buraco por onde têm surgido a maioria das situações que geram gols contra nós. Gimenez é muito lutador e esforçado, mas ainda falta experiência de posicionamento e marcação. Preocupa o jogo contra o Santos, onde não temos ninguém razoável pra jogar na lateral direita e o lateral esquerdo já está jogando improvisado.

  3. Paulo disse:

    Baita jogo, cruzeiro não teve vez, mesmo com a arbitragem a seu favor, foi vergonhoso ver a atuação do arbitro de futebol… escutei a entrevista do Sandro, onde disse que estão de olho que o presidente da nossa federação possui desavenças com o presidente da CBF, e confesso muita coisa se explica…

    Ontem a Garra e a vontade existiram, se jogar nessa gana, podemos sim ir mais longe ainda do que estamos, Denner volta e Sergio Manoel deve recompor o meio com CS88 e Gil, Josimar é muito abaixo, infelizmente…
    Rafael lima, lembrou seus melhores momentos, que jogo, foi junto com o Gil (Esse é o melhor disparado da equipe, faz o time jogar ao seu comando) joga de mais! Ananias e Josimar foram nulos, nem marcaram nem atacaram…
    técnico com estrela espero que siga nessa sorte até o fim!

  4. Jr Verdão disse:

    Vou te dizer uma coisa, a hora que o Caio saiu no final para o vestiário ontem e acenou para a torcida mostra a vontade que ele tem de dar alegria para nós. Não tinha visto a vibração dele no banco, mas quando cheguei em casa e vi de novo os lances percebi o jeito que ele vibrava. Ontem o time inteiro vibrava. A Chape começou meio desorganizado e tentou fazer uma linha de impedimento, mas aquele Arrascaeta é bom de bola, escapou e o Boeck (ainda inseguro) deu rebote. Depois disso o Caio inverteu o lado de jogar do Silvinho com o Ananias, parece que foi a partir daí que o time começou a mudar. Era jogo de meia linha no primeiro tempo.
    Mas Rafael Lima com certeza foi o nome do jogo, ele foi perfeito, parecia um piá com 23 anos jogando, tanto que estava lá para dar um sutil toque para o Kempes fazer justiça no placar, porque a atuação do árbitro foi vergonhosa, fraca. Silvinho ontem aos 45 do segundo tempo marcava com a faca nos dentes. A primeira impressão de Caio foi excelente.

    Agora vamos encarar o Santos que é barra pesada. Mas se eu pudesse trocar eu trocaria uma derrota para o Santos por uma vitória contra o Corinthians aqui, já que ano passado até aquele morto do Vagner Love fez gol aqui e apanhamos de 3.

  5. Samair disse:

    ontem qdo deu mão e o cruzeiro empatou….pqp, desliguei o radio( estava no trabalho ouvindo)….de tão bravo que fiquei,só liguei qdo ouvi os foguetes e pensei…ma não pode que a chape fez o 3 gol…e fez msmo e digo uma coisa pra vcs, até fiquei feliz com isso, fazia um bom tempo que não acontecia isso, amor e odio no mesmo jogo…kkkk, time aguerrido, arbitragem tendenciosa e o time superando tudo issio… e minha admiração e amor pela chape renovado…espero que o caio tenha devolvido isso para o time e para outros torcedores….parabens ao time e ao caio jr

  6. Moraesão disse:

    Que jogo minha gente! Essa é a nossa Chapecoense!!! Já estava sentindo falta disso. Que emoção, que vibração, que garra. O time todo jogou muito, mas um destaque especial pro Silvinho que jogou muito e pro Rafael Lima que foi um MONSTRO!!! Como queríamos ver o Rafael Lima voltando a ser Rafael Lima. Ontem ele personificou a torcida dentro de campo.

Deixe um comentario