Noite de decisão

 

Amanhã, quarta-feira,, às 19:30, Chapecoense e Atlético Paranaense decidem vaga para a quarta fase da Copa do Brasil 2016.

No primeiro jogo houve empate em 0×0, ou seja, o mesmo resultado leva a decisão para os pênaltis, empate com gols deixa a vaga com o Atlético. Quem vencer por qualquer placar, leva.

O Atlético Paranaense tem uma boa equipe. Marca bem, tem saída de bola rápida e um ataque perigoso, principalmente pela presença do bom Walter. Na Série A, a campanha é muito boa, está na quinta colocação, a apenas dois pontos de ingressar no G4.

A Chapecoense, no jogo de ida, teve uma postura muito adequada e soube neutralizar o adversário, tendo inclusive duas ou três oportunidades para vencer o jogo.

Amanhã, se a Chapecoense jogar com a mesma aplicação, tenho a certeza que leva a vaga. Assim como tenho a expectativa de que o Atlético Paranaense deva modificar um pouco seu jeito de jogar, com base naquilo que viram da Chapecoense. Por ser jogo decisivo, é preciso criar um fato novo.

E qual será o time da Chapecoense? O normal seria repetir a escalação do jogo de ida, quando a Chapecoense teve uma formação sólida e uma atuação das mais convincentes da temporada. O problema é que as competições estão se misturando e as necessidades da mesma forma e isso pode criar outras prioridades na cabeça do treinador.

As duas equipes declaram através de suas diretorias e comissões técnicas que desejam a vaga a próxima fase e que não estariam escolhendo uma inserção na Copa Sulamericana.

O técnico Paulo Autuori diz que vai “praticamente” manter a equipe atleticana para o duelo com a Chapecoense. O zagueiro Paulo André volta após ser poupado no 1 a 0 sobre o Fluminense, domingo, pelo Brasileirão, e Wanderson deixa o time – ele não pode atuar por já ter defendido a Ferroviária na Copa do Brasil deste ano. Provável equipe do Atlético Paranaense: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani e Vinícius; Pablo, Yago (Marcos Guilherme) e Walter.

Grande destaque para o goleiro Weverton, um dos, se não o melhor goleiro do Brasil no momento. O ala Léo é muito bom. No meio Otávio, Hernani, Vinícius e Pablo se entendem muito bem. E na frente cuidado com o Walter, pois ele sabe tratar bem a bola.

Jogo decisivo, como todos gostam.

 

FOTO – SIRLI FREITAS – CLICRBS. 

3 comentarios para “Noite de decisão”

  1. Moraesão disse:

    Tem que colocar um pacote de bolacha recheada e uma lata de coco-cola do lado do campo pra tirar a atenção do Walter. Tática pra hoje a noite. kkkkkk

  2. Augusto disse:

    Problema do Caio é que ele é muito chorão. De tudo ele reclama e inventa desculpas pra justificar as más atuações. Só tá faltando começar a culpar o vento, aí fica igualzinho o Eutropio.

  3. Moraesão disse:

    Faltou a bolacha. Eu falei.

Deixe um comentario