O futebol em SC

No ano passado nos gabávamos de possuir quatro equipes na Série A. Hoje somos duas e com uma delas na zona de rebaixamento.

Nossa campanha na Série B é muito ruim. Um time no rebaixamento, outro muito perto e apenas uma equipe ainda pensando em acesso.

No ano passado dirigentes ligados a Federação Catarinense de Futebol posavam de competentes e desejavam passar uma imagem de poder e de influência no bom momento.

Agora, com uma realidade em que apenas a Chapecoense está em situação estável, sumiram todos.

Qual a diferença entre as praças do nosso futebol?

Começo por Joinville. A maior cidade de SC não sabe ainda canalizar as atenções para seu time de futebol de campo. Muita briga entre lideranças e pouco apoio. Vai rebaixar.

Em Criciúma a fase é de transição, mas segue sendo a cidade e o time de futebol de maior expressão em nosso Estado. Sabem fazer futebol. Precisam ainda passar pela fase de saída de Angeloni. Logo estarão fortes.

Florianópolis está quebrada em seu futebol. Tanto Avaí como Figueirense devem uma fortuna. Ficaram deitados no status de time de Capital e se esqueceram de gerir o negócio. O Avaí está mais perto de fechar as portas do que de dar a volta por cima. O Figueirense tenta vender a ideia de um clube empresa, mas ninguém compra o projeto.

A Chapecoense se planejou. Chamou gente da cidade, empresários fortes, para puxar a linha de frente. Começou com uma ação política forte e bem sucedida. Projetaram um mapa de inserção nacional e foram adiante. Como todo projeto, ele sofreu mudanças, mas chega a este momento mais maduro e fortalecido. Contas em dia e uma projeção muito boa para esta e a outra temporada.

O futebol precisa ser visto como negócio. O futebol precisa ser administrado com profissionalismo. O tempo do dirigente torcedor já passou.

Vejam o Internacional. Orçamento gigantesco, dividas do mesmo porte, diretoria perdida e futebol a beira do colapso.

Aqui em SC, hoje, uma equipe pode encarar uma Série A. É a Chapecoense. Os números provam. Todos os demais, respeitado suas histórias, precisam passar por reformas profundas. O futebol pune os erros dentro e fora de campo.

A Chapecoense, quando entrou no negócio, em nível nacional, desde o começou soube entendê-lo.

9 comentarios para “O futebol em SC”

  1. Guilherme disse:

    Eu como avaiano bato palmas para gestão da chapecoense. Mas no futebol o mundo da dá voltas e é muito fácil arrotar caviar quando se esta por cima… abraço

  2. thiagao, sincero disse:

    Tambem acho guilherme… tem que saber o seu lugar no espaço e acho que a chapecoense é muito pequena considerando o cenário nacional, mas ahco que podemos melhorar diante dos erros ja cometidos por nos e pelos outros de SC.
    Acho que já passou da hora de lotar estadio, nunca mais conseguimos. Ficar nessa desculpa que é por causa da tv não da mais, deve se fazer uma pesquisa e descobrir o porque do estadio não lotar mais, será o preço? pouca infraestrutura no mesmo? acho que quando começarmos a lotar estadio podemos pensar em algo menor, por enquanto é só lutar para não cair e tentar ser campeao no catarinense.

  3. Alecsandro disse:

    …por isso que os times da capital estão nesta lástima, não reconhecem quando estão na pior, não sabem se “levantar, chacoalhar a poeira e recomeçar com humildade”. Thiago, a chape só está bem pq reconhece seu tamanho no cenário nacional, aqui não se contrata os Carlos Alberto da vida, os Loco Abreu da vida, os Lincon (avai) da vida, pagam um fortuna sem retorno nenhum… Somos pequenos sim no cenário nacional, sabemos disso, mas nem por isso nos sentimos humilhados. O primeiro passo para a dupla da capital se reerguer, é reconhecer sua pequinês também no cenário nacional, aliás, dos 05 considerados grandes em SC, acredito que o Avai seja o menor, tanto em estrutura como em torcida.

  4. vanderlei disse:

    lotar como estadio ,pagando 100,00 e sentar cimento ,tomando chuva lombo como final catarinense , tem q pensar em dar conforto a torcida tbm não só para jogadores e diretoria ,

  5. Guilherme disse:

    Alecsandro. Na atualidade até pode ser…mesmo q na minha opinião não seja. mas o futebol gira rapido. O Avaí é grande e tem historia…vcs acabaram de parar de torcer para times gaúchos, assim como aqui no litoral tivemos a fase de parar de torcer para times do Rio. Não tenho nada contra a chapecoense e admiro o trabalho da atual diretoria. Só acho muito cedo se entitular maior, aproveitando o momento e não lembrando (Ou não conhecendo a história).

  6. Thiagao disse:

    Vanderlei.. Será que é só o preço?? Eu acho que sim também… Mas a Chapecoense deveria fazer uma pesquisa para saber.. Alecsandro foi o que eu falei.. Somos pequenos e apreendemos com os nossos erros e os erros dos outros..

  7. Alecsandro disse:

    Thiago e Guilherme, que bom que vcs tem consciência disso…, torço para que se recuperem o mais breve possível, pois o futebol de SC só será forte, quando esses 05 times/clubes estiverem fortes, sanados e brigando por alguma coisa no cenário nacional. A grandeza de um depende da grandeza do outro, é a rivalidade sadia que faz com que todos cresçam.

  8. thiagao, sincero disse:

    eu sou da chape rapa…

  9. Guilherme disse:

    Com certeza Alecsandro, somos rivais no estado e não inimigos. Tenho muitos amigos em Chapecó, em virtude do meu trabalho, na qual vou a Chapecó periodicamente. Te convido para vir aqui conhecer a estrutura do Avaí, vais de surpreender!
    PAZ NOS ESTÁDIOS
    Abraço

Deixe um comentario