O dia, a hora e a vez

 

 

Dia 12 de outubro, quarta-feira, às 11 da manhã, feriado nacional de Nossa senhora Aparecida, data comemorativa ao Dia da Criança será uma manhã para a Chapecoense reencontrar a vitória na Série A e desta forma encaminhar o último ato para sua permanência na elite do nosso futebol.

O que virá depois disso, ficará para depois.

Nada mais importa no momento do que o jogo contra o Sport. Foi isso que captei em contato com dirigentes da Chapecoense.

O momento não é de bater na mesa, de chutar a porta, de soltar gritos de cobranças contra o elenco e a comissão técnica.

O torcedor faça o que bem entender, mas dirigente não!

Chefe que grita, esperneia e acusa apenas os outros pelos fracassos da empresa ou entidade que comanda é um incompetente.

O bom comandante, no momento da crise, chama os seus comandados, coloca na mesa os assuntos a serem tratados, estabelece novas metas, abre a mão se for preciso de algumas convicções e até mesmo de lucros ou recursos, manda embora quem não presta mais para o projeto, se este for o caso e toca em frente.

Quem faz de conta que o problema não existe é um covarde. Quem passa a mão na cabeça é incompetente. Quem grita e anuncia que é ele quem manda é um imbecil!

O coletivo deve ser tratado em conjunto.

Desde os novos tempos da Chapecoense sempre soube que tudo foi tratado as claras e com o máximo de profissionalismo. Não será desta vez que as coisas serão diferentes.

O Sport, que será o adversário de quarta-feira, não é um time qualquer. Faz uma campanha ruim, mas tem sim suas virtudes, afinal de contas eles nos aplicaram a maior das goleadas desde a chegada da Chape à Série A.

Não existe mais espaços para erros. Se a Chapecoense está pressionada, o Sport está ainda mais.

Será o jogo a ser jogado sem olhar para trás ou para a frente. Depois dele sim. Ou se juntam os cacos ou se olha o futuro com outros olhos.

Agora é o Sport e nada mais.

10 comentarios para “O dia, a hora e a vez”

  1. Fabio disse:

    Tomara que o Sport não jogue o que jogou no ultimo jogo, senão as coisas irão ficar bem dificeis pra nós.
    Vamos ver se o time vai entrar com vontade acima do normal, só assim teremos possibilidade de vencer o Sport.

  2. Jr Verdão disse:

    Thiaguinho machucado, Lucas Gomes com rusgas com o Caio. Barbaridade, tomara que dê tudo certo, esse jogo é fundamental.

  3. Jr Verdão disse:

    Para o zagueiro Matheus Ferraz, a Chapecoense, assim como o Sport, também entrará em campo pressionada por conta dos resultados ruins nas últimas rodadas, com três derrotas seguidas e um empate. Para o zagueiro do Leão, a torcida pode virar um ponto negativo na Arena Condá.

    Lotar o estádio e apoiar!!!!!!

  4. Chape disse:

    É o jogo divisor de águas, se ganha fica tudo tranquilo e praticamente deixa a briga de rebaixamento, mas se perde se torna um forte candidato a cair.

  5. Samair disse:

    Após o sport a tabela é a seguinte

    cruzeiro fora e santos em casa, depois corinthias fora e figueira em casa, botinha fora, são paulo em casa, palmeiras fora e Cam em casa

    tabela não ta facil, mas ganhando so sport fica bem encaminhado…pensando na frente….torcer pro palmeiras disparar e ficar campeão antes da penultima rodada…ai jogam com time reserva quem sabe…kkk

  6. Flávio disse:

    Estarei torcendo para a chape. Mas não gosto do caio e muito b….
    É se perde ele cai. Nos vamos ficar na série A de qualquer forma e seria melhor sem o caio……..
    .
    Emerson Maria esta disponível

  7. thiagao, sincero disse:

    medo! só isso que digo!

  8. Mateus PB disse:

    Essa semana cardiologista, não vai ser fácil aguentar essa sequência, Emerson Maria? Tá de brincadeira né?

  9. Marcelo disse:

    Se voltar a ter vontade pode ganhar. Sem invenção por favor!

  10. Silvio SZ disse:

    TENSO !!!!

Deixe um comentario